sábado, 25 de dezembro de 2010

Formatura da 1ª turma de Medicina da UNIPAC/Araguari

 Colaram grau os 29 novos médicos do Brasil. São procedentes da Faculdade de Medicina da UNIPAC/Araguari. Um momento histórico para a Instituição e para os novos profissionais, que vêem a realização de um grande sonho.

Tive a oportunidade de estar na Aula Inaugural da Faculdade no inicío de 2005 e agora quase seis anos depois também presenciei a Colação de Grau, no dia 18 dezembro, em rápida solenidade no Auditório-Capela. A grande festa está marcada para o dia 14 de janeiro de 2011, no Pica-Pau.

É uma turma bem eclética, formada por jovens de Minas, São Paulo e Goiás. Nossos parabéns!
Conheça cada um(a) dos novos médicos e a cidade de origem:







 Idayene Ferreira do Carmo 
 Corumbaíba (GO)
 


João Ferreira da Silva Netto 
 Patrocínio (MG)
 




Adayze de Fátima Rabêlo 
 Água Limpa (GO
 


Aécio Lôbo Gomes da Silva 
 Anápolis (GO)
 


Alessandra Furlan
 Uberaba (MG)
 


Alessandra Morais e Souza 
 Araguari (MG)
 


Rejane Borges de Albuquerque
 Cardoso 
 Araguari (MG)
 


Ricardo de Souza Alves Ferreira 
 Goiânia GO
 


Roberta Valério de Araújo Naves 
 Patos de Minas (MG)
 


Rodrigo Carvelo Alves Bittar 
 Goiânia (GO)
 

Rodrigo Kamimura de Castro 
 Araguari (MG)



Thiago Machado Luíz 
 Anápolis (GO)
 


Natália Mazer 
 São José do Rio Preto (SP)
 


Matheus Farane Pereira 
 Olímpia (SP)
 


Mariana da Silva Cintra
 Itumbiara (GO)
 


Luciana Ferreira Brasileiro 
 Itumbiara (GO)
 


Maria Cristina Baptista Cardoso
Paroneto 
 Araguari (MG)
 


Diana de Lima e Silva 
Araguari (MG)
 


Dannielle Brasil Rodrigues 
 Uberlândia (MG)
 


Aurélia Juliana Leal Ferreira 
 Araguari (MG)
 


Annyfrancielle Abalém
Tronconi Campos
 Uberlândia (MG)
 





  Rafael Silva Cardoso 
 Goiânia


  

 



 
  
 

 

     Karlla Passos Costa 
 Uberlândia (MG)
 


 
 



Lilian Mesquita Gomes 
 Belo Horizonte (MG)
  




Pedro André de Araújo
Catalão-GO



     Hélio Gonçalves de Oliveira Filho
 Caldas Novas (GO)
 

Pamella Machado Cotrim -
Itumbiara-GO


Jeovana Freitas Marques
de Queiroz 
 Iturama (MG)




Priscila Leme Tavante
Campina Verde MG



quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Criança morre misteriosamente em Santa Casa de Araguari

Vereador recorre à faixa para cobrar da Administração

O vereador Raul José parece ter cansado de esperar a boa vontade da Prefeitura Municipal. Deixou de recorrer aos requerimentos e ofícios e partiu para o lado prático. Colocou uma faixa no próprio prédio da Cemig, na Rua Dr. Afrânio, pedindo que o município não perca o recurso que veio da área federal para ser aplicado na restauração do prédio e transformá-lo no Centro de Convivência do Idoso.


Agiu correto o vereador que deixa claríssimo perante a população a sua preocupação com as melhorias do prédio. O vereador, pelo jeito, até então considerado como da base do prefeito, perdeu a paciência e não quer mais esperar.

Quem quiser ver a faixa é só passar pela Rua Dr. Afrânio e observar.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

O Dia da Falta de vergonha

15 de dezembro de 2010. Um dia para ficar na história política brasileira como o dia F, ou seja o dia da Falta de vergonha na cara  dos nossos representantes lá  em Brasília. Votaram aumento dos próprios salários em cifras abusivas.

O povo brasileiro ficou com a cara de palhaço ao ver  em poucos minutos o Congresso aprovando o tal aumento de 62% para os deputados e senadores e de  mais de 130% para  o presidente da república e seu vice, ou seja para a presideente, pois o aumento vale a partir de 1° de fevereiro.

 O salário de um deputado federal  pulou de 16 para 26 mil,  assim num piscar de olhos. Simples assim. Não foi uma discussão demorada quanto se discute um novo salário minimo.

Aliás, por falar em palhaço, que foi lá em Brasília justamente no dia da votação foi o deputado campeão de votos Tiririca e declarou que deu "sorte aos deputados". E agora Brasil??

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Alunos de Medicina promovem solidariedade

Alunos do curso de Medicina da UNIPAC/ARAGUARI promovem solidariedade.  Ação Solidária realizada pelo Diretório Acadêmico "Willian Gebrin" entregou mais de 100 cestas de alimentos no último sábado, dia 04 de dezembro.

Foram beneficados os CRAS, Centros de Referencia e Assistencia Social,  Pró-Vida e Ser Livre. Além disso, algumas famílias receberam as cestas em suas casas. Essas famílias  também terão um acompanhamento por parte dos acadêmicos do curso de Medicina.



Parabéns a todos os alunos pelo nobre gesto. 

domingo, 5 de dezembro de 2010

Fluminense sobe para o módulo II da 1ª Divisão em Minas

O Fluminense de Araguari conseguiu vaga no módulo  II da primeira divisão do Futebol profissional de Minas Gerais em 2011, mesmo sendo goleado na última rodada do hexagonal final.  O tricolor araguarino  perdeu hoje, fora,  para o Nacional de Nova Serrana por 4 a 1.  Por outro lado o Democrata de Sete Lagoas que  precisava  vencer para garantir o acesso  acabou derrotado pelo Varginha Esporte Clube, em Varginha, pelo mesmo placar: 4 a 1. Com a derrota  o Fluminense assegurou a terceira vaga  e entra  no plano intermediário do futebol profissional em 2011. O Nacional de Nova Serrana ficou com o título da terceirona. O Patrocinense em segundo.

Apesar da classificação, a equipe tricolor vai ter que reforçar o plantel para disputar  de igual para igual com grandes equipes como URT, Mamoré, Uberlandia, Ituiutaba, Caldense, dentre outras.

PT/MG expulsa 3 prefeitos por campanha para tucano

O Globo
Três prefeitos mineiros do PT foram expulsos do partido acusados de defender nas últimas eleições o "Dilmasia", voto casado em Dilma Rousseff (PT) para presidente e em Antonio Anastasia (PSDB) para governador.


A decisão foi tomada [ontem] em reunião do Diretório Estadual do partido em Minas, e cabe recurso à Executiva Nacional. Os prefeitos expulsos são Gentil Simões, de Mutum, Gilmar Dorneles, de Central de Minas, ambas localizadas no leste de Minas, e Gilmar Nery, de Itaipé, no Vale do Jequitinhonha.

De acordo com o presidente estadual da legenda, o deputado federal Reginaldo Lopes, a Executiva concluiu que havia provas materiais, como fotos e vídeos, dos três administradores pedindo votos para Anastasia.

Outros dois prefeitos que também tiveram o comportamento analisado pela Executiva neste sábado - Ademir Perez, de Andradas, e Charles de Azevedo, de Itinga, foram punidos apenas com uma advertência.

Eles alegaram não ter autorizado a vinculação de seus nomes ao material de campanha do governador tucano e deverão encaminhar ao partido uma carta de retratação.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Fluminense deixa escapar a chance de garantir com antecipação vaga na divisão superior de Minas

O Fluminense de Araguari perdeu a grande chance de garantir o passaporte para a divisão superior no ano que vem, na partida de hoje a tarde no Estádio Sebastião Cesar. A equipe apenas empatou em 2 gols com a Patrocinense. Apesar de ser no horário das 16h30, em dia normal de trabalho, mesmo assim a torcida marcou presença.

Caso tivesse vencido, o Fluminense estaria  no Módulo II da Primeira Divisão em 2011 e ainda assumiria a liderança do hexagonal final . O tricolor do Bosque esteve nessa situação por alguns minutos, pois vencia por 2 a 1  até os 25 minutos do segundo tempo, quando o árbitro marcou um penalti a favor da equipe de Patrocinio.

O Fluminense tem agora 15 pontos ganhos e está na terceira posição, atras de Nacional de Nova Serrana com 16  e da Patrocinense com 18 pontos ganhos. A última rodada está prevista para domingo, dia 5/12 e para garantir o acesso em 2011 o Fluminense terá que ganhar fora de casa da equipe de Nova Serrana, que também briga para estar nas primeiras posições. Conforme as informações da Federação Mineira de Futebol, serão três equipes introduzidas na divisão especial  no ano que vem.

Se a competição terminasse hoje, o time de Araguari estaria lá. O problema é que a disputa está bem equilibrada e o Democrata de Sete Lagoas (4° lugar) está encostado no Fluminense com 13 pontos.

A proxima rodada, a última, será assim:

10ª Rodada 05/12 10:30 Nacional / Nova Serrana X Fluminense Astrogildo Duarte Nova Serrana


10ª Rodada 05/12 10:30 Patrocinense X Sport JF Júlio Aguiar Patrocínio

10ª Rodada 05/12 10:30 Varginha EC X Democrata/SL Melão Varginha

O Varginha que enfrenta o Democrata tem apenas 7 pontos ganhos e não almeja mais nada.
 

   

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Patrick Hernandez - Born To Be Alive (1979)

Polícia apreende cobra sucuri no Triângulo Mineiro

UAI
Policiais Militares do 7º Pelotão de Meio Ambiente e Trânsito, apreenderam uma cobra sucuri em Campina Verde, Região do Triângulo Mineiro. Os militares foram chamados por um produtor rural que encontrou o animal em sua propriedade. A fazenda fica perto de um córrego.


Com o apoio do fazendeiro, os militares conseguiram capturar a cobra, que mediu cerca de 6m. A sucuri foi solta em novo local, propício à sua sobrevivência.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Faculdade de Medicina da UNIPAC tem parecer favorável do MEC

Gazeta do Triangulo

De acordo com o professor José de Orleans, Supervisor da Faculdade de Medicina de Araguari, o curso da Unipac recebeu um parecer técnico favorável e está liberado para a realização de novos vestibulares na cidade. “Precisamos realizar alguns ajustes curriculares, de acordo com as normas do MEC e desde já o curso está completamente aprovado na cidade de Araguari”, informou o professor.


Sobre a realização do próximo vestibular, Orleans informou que no dia 9 de janeiro será realizada uma prova para o ingresso de novos alunos no curso de Medicina. “Serão 50 vagas a ser preenchidas, e com uma novidade, o vestibular será realizado em três cidades: Araguari, Belo Horizonte e Goiânia”, informou.

Para finalizar o professor afirmou que está muito feliz pela aprovação, principalmente porque a vistoria foi realizada pelo ex-ministro Adib Jatene, mostrando que o curso está no caminho certo e a Unipac prima sempre pelo ensino de qualidade e pelo crescimento de Araguari.

A presidente da Câmara, Eunice Mendes (PMDB) ficou muito satisfeita com o resultado da reunião e enfatizou a participação do deputado Gilmar Machado (PT/MG). “O deputado foi excepcional e mostrou que o progresso de Araguari está muito além das questões partidárias”, acrescentou Eunice.

Ela também revelou que a aprovação é um grande passo para o crescimento da cidade e que Araguari, está no caminho certo do desenvolvimento.

Participaram da audiência o Diretor de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC, Paulo Roberto Wollinger; o Supervisor da Faculdade de Medicina de Araguari, Professor José Orleans da Costa; o prefeito Marcos Coelho de Carvalho (PMDB), a presidente da Câmara Eunice Mendes e o Deputado Federal Gilmar Machado.



Do blog: A  decisão do MEC, acreditamos,  é muito importante neste momento. Vem afastar de vez muitos boatos, em grande parte maldosos, de que a Faculdade poderia até fechar as portas ou se transferir para outra cidade; ainda oferecer tranquiilidade à comunidade universitária no sentido de planejar as ações futuras da Faculdade em Araguari.
  A UNIPAC promoveu  um grande empreeendimento no Campus Araguari e sempre acreditou na cidade e em toda região. Araguari sentiu a força do desenvolvimento econômico nos últimos 5 anos com a vinda da Faculdade de Medicina para o município. Todos os setores da comunidade respiram aliviados com a boa notícia vinda de Brasília.  

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

PT de Minas pede expulsão de prefeito que promoveu 'Dilmasia'

Uol

O PT de Minas Gerais pediu a expulsão do prefeito petista de Mutum, Gentil Caldeira, porque ele defendeu o "Dilmasia", voto em Dilma Rousseff (PT) para presidente e em Antonio Anastasia (PSDB) para governador.

No Estado, o PT apoiou a candidatura derrotada de Hélio Costa (PMDB), mas alguns prefeitos petistas trabalharam pelo tucano.

A Executiva do PT-MG decidiu pela expulsão de Caldeira na segunda-feira. O pedido será votado pelo Diretório Estadual no dia 4.

Outros quatro prefeitos --de Central de Minas, Andradas, Itaipé e Itinga-- também estão ameaçados por adesão ao "Dilmasia", mas, antes de expulsá-los, o partido vai ouvi-los em uma comissão.

Há ainda sete prefeitos que foram perdoados após pedirem retratação ao PT.

O caso do Mutum --cidade de 27 mil habitantes a 408 km de Belo Horizonte-- foi considerado "mais grave" pela legenda porque o prefeito "exagerou na dose, não tentou se justificar e saiu abraçado em fotos com Anastasia".

Segundo Cristiano Silveira, secretário de Assuntos Institucionais do PT-MG, há vídeos, testemunhas e documentos que mostram "evidências da infidelidade".

O prefeito disse à Folha que considera a decisão injusta, que vai lutar para ficar no partido e pedir ajuda ao presidente Lula.


Caldeira afirmou que apenas seguiu a orientação de seu "chefe maior", Lula, de priorizar a candidatura de Dilma. Com isso, apoiou o candidato a governador tucano para, em troca, PSDB e DEM na cidade apoiarem a presidenciável petista.

"Apoiamos o Anastasia na condição de os outros partidos apoiarem a Dilma", disse. A petista venceu na cidade.

Shania Twain You're still the One Live 1998

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Moradores de Amanhece querem o Dr. Mazão

O fato da semana foi a manifestação dos moradores do Distrito de Amanhece, nas escadarias  do Palácio dos Ferroviários, sede do Poder Executivo.  Pelo menos 50 moradores estiveram presentes na última quinta-feira, 18/11, nessa movimentação que pedia a manutenção do Dr. Luciano Mazão  como médico do PSF  do Distrito.

Esta não é a primeira vez que tal reivindicação acontece. O  Dr. Mazão é muito querido em Amanhece e atua lá por contrato temporário. O problema é que o contrato venceu  e a prefeitura alega  que não existe mais condição legal para a renovação, pois a Constituição não permite. 

Pela  manifestação fica evidente que houve uma promessa  o vice-prefeito, então candidato a deputado estadual, Juberson Melo, em manter o médico trabalhando no Distrito. O próprio Dr. Luciano Mazão declarou  à imprensa que andou por lá com Jubão pedindo votos para sua  recente campanha  a deputado estadual, como objetivo que Jubão intercedesse para mantê-lo no PSF.  

         

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

MPF determina instalação de radares na BR-050

do Correio de Uberlandia
A Justiça Federal determinou, anteontem, a instalação de dois redutores eletrônicos de velocidade entre os km 53 e 57 da BR-050, entre Araguari e Uberlândia, próximo à ponte sobre o rio Araguari. A decisão partiu de uma Ação Civil Pública do Ministério Público Federal (MPF) na União e no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), que requereu radares nos dois sentidos da rodovia para diminuir o número de acidentes e mortes no trecho. Entre os dias 1º de maio e 2 de novembro deste ano, segundo o MPF, foram 23 acidentes no local, com cinco mortes.



O supervisor regional do Dnit em Uberlândia, João Andréa Molinero Júnior, disse que ainda não foi notificado da decisão do MPF, mas acredita que a Procuradoria do Dnit deve recorrer novamente. “Aquele trecho está em obra e quem entende de engenharia sabe que é inviável colocar radar neste momento. Depois que a BR ficar pronta, tudo bem”, afirmou Molinero. A previsão do Dnit é que a duplicação da BR-050 dure dois anos.

O pedido para a instalação dos redutores de velocidade foi feito pela primeira vez em maio deste ano, mas foi indeferido com a justificativa do Dnit de que, devido à duplicação da BR, a colocação dos redutores de velocidade seria um gasto desnecessário, pois, com o avanço da obra, eles precisariam ser retirados e recolocados posteriormente. No dia 11 de novembro, o MPF protocolou novo pedido de avaliação.

O Dnit e a União foram intimados a se manifestar no prazo de 72 horas, com um prazo de 90 dias para instalar os radares. O descumprimento desta decisão implicará multa diária de R$ 10 mil.

Este mês, três pessoas morreram no trecho


O último acidente da BR-050, entre Uberlândia e Araguari, aconteceu na manhã de anteontem, envolvendo três carros. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o primeiro veículo envolvido freou bruscamente e os outros dois não conseguiram parar. Ninguém ficou ferido gravemente.

No dia 10 deste mês, dois homens morreram em um acidente que envolveu quatro veículos no km 47. “Sabe por que as pessoas morrem ou se acidentam? Porque não respeitam o limite de velocidade indicada pelas placas. Os motoristas precisam aprender sem ser por meio de multa”, disse João Andréa Molinero Júnior, supervisor regional do Dnit.

O sonho vira realidade Making Off - II Turma Medicina / UNIPAC - Araguari

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Acidente envolvendo van causa polêmica no bairro Vieno


Van afunda no Bairro Vieno, no fim de semana
 Foto  Gazeta do Triangulo

Acho que este foi o acontecimento do ano em Araguari. Esta foto e outras do mesmo local já rodaram a imprensa regional e quiçá até do mundo.

O FATO
De acordo com o motorista Adriano Simão Borges, ao transitar pelo bairro Vieno, cujas ruas estavam inundadas pela água das chuvas, a van conduzida por ele caiu numa vala, ficando completamente submersa. Segundo o condutor do veículo, a vala teria de 2,5 a 3 metros de profundidade, razão pela qual o reboque só pôde ser feito na manhã de segunda-feira, dia 15. “Não dava para ver o teto da van. Felizmente, não tinha ninguém comigo e eu consegui quebrar o vidro para sair. Mas perdi documentos, carteira e celular, além dos prejuízos no motor, estofamento e parte elétrica da van”, disse.

Ao longo de todo o dia de ontem, emissoras de rádio local criticaram o Executivo, em especial, a secretaria de Obras no que concerne “à falta de sinalização e à irresponsabilidade em deixar a vala aberta”. Entretanto, o secretário de Obras Silvio Povoa rebateu as críticas ao explicar que o local se trata de uma “caixa de empréstimo” da rodovia e que não foi aberta pela atual gestão. “Em primeiro lugar, quero dizer que ela não fica no meio da rua. Essa caixa, que é diferente de uma vala, está localizada na área de domínio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) para escoamento da água da MG- 414. Então, é impossível que ele tenha ‘caído’ lá. Ele entrou na caixa que, por sinal, existe há muito tempo e que foi criada em gestões anteriores”, esclareceu.



Do blogueiro: Como o leitor pode ver é sempre assim: a atual administração do município nunca assume nada. É sempre culpa da Administração anterior. Esta situação é uma vergonha para Araguari. Ter um veículo desse porte praticamente engolido por um buraco, não é qualquer cidade que tem tal desprazer. Felizmente ou infelizmente a imagem mostra tudo. Ainda bem que foram apenas danos materiais. 
Os detentores do poder deveriam dar a mão á palmatória e assumir o fato e anunciar que vão corrigir o problema e outros nas imediações. Seria mais honroso do que ficar querendo culpar prefeitos anteriores. Devem estar querendo se igualar às demais administrações: "se não fizeram, não vamos fazer também".

É como diz o Joãozinho na sala de aula: fessora o zequinha não vai copiar, então eu também não copio.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Pussycat - Mississippi - 1991

15 de novembro - 121 anos da Proclamação da República

site: wikipédia.org.br

A Proclamação da República Brasileira(1889) foi um episódio da história do Brasil, ocorrido em 15 de novembro de 1889, que instaurou o regime republicano no Brasil, derrubando a monarquia do Império do Brasil, pondo fim à soberania do Imperador Dom Pedro II.

A Proclamação da República ocorreu no Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil, na praça da Aclamação, hoje Praça da República, quando um grupo de militares do exército brasileiro, liderados pelo marechal Deodoro da Fonseca, deu um golpe de estado, sem o uso de violência, depondo o Imperador do Brasil, D. Pedro II, e o presidente do Conselho de Ministros do Império, o visconde de Ouro Preto.

Foi instituído, naquele mesmo dia 15, um "Governo Provisório" republicano. Faziam parte deste "Governo Provisório", organizado na noite de 15 de novembro, o marechal Deodoro da Fonseca como presidente da república e chefe do Governo Provisório, marechal Floriano Peixoto como vice-presidente, e, como ministros, Benjamin Constant, Quintino Bocaiuva, Rui Barbosa, Campos Sales, Aristides Lobo, Demétrio Ribeiro e o almirante Eduardo Wandenkolk, todos membros regulares da maçonaria brasileira.

Como rudo ocorreu
No Rio de Janeiro, os republicanos insistiram com o marechal Deodoro da Fonseca, um monarquista, para que ele chefiasse o movimento revolucionário que substituiria a monarquia pela república. Depois de muita insistência dos revolucionários, Deodoro da Fonseca concordou em liderar o movimento militar.

O golpe militar, que estava previsto para 20 de novembro de 1889, teve de ser antecipado. No dia 14, os conspiradores divulgaram o boato de que o governo havia mandado prender Benjamin Constant Botelho de Magalhães e Deodoro da Fonseca. Posteriormente confirmou-se que era mesmo boato. Assim, os revolucionários anteciparam o golpe de estado, e, na madrugada do dia 15 de novembro, Deodoro iniciou o movimento de tropas do exército que pôs fim ao regime monárquico no Brasil.

Os conspiradores dirigiram-se à residência do marechal Deodoro, que estava doente com dispnéia,[1] e convencem-no a liderar o movimento.

Com esse pretexto de que Deodoro seria preso, ao amanhecer do dia 15 de Novembro, o marechal Deodoro da Fonseca, saiu de sua residência, atravessou o Campo de Santana, e, do outro lado do parque, conclamou os soldados do batalhão ali aquartelado, onde hoje se localiza o Palácio Duque de Caxias, a se rebelarem contra o governo. Oferecem um cavalo ao marechal, que nele montou, e, segundo testemunhos, tirou o chapéu e proclamou "Viva a República!". Depois apeou, atravessou novamente o parque e voltou para a sua residência. A manifestação prosseguiu com um desfile de tropas pela Rua Direita, atual rua 1º de Março, até o Paço Imperial.

Os revoltosos ocuparam o quartel-general do Rio de Janeiro e depois o Ministério da Guerra. Depuseram o Gabinete ministerial e prenderam seu presidente, Afonso Celso de Assis Figueiredo, Visconde de Ouro Preto.

No Paço Imperial, o presidente do gabinete (primeiro-ministro), Visconde de Ouro Preto, havia tentando resistir pedindo ao comandante do destacamento local e responsável pela segurança do Paço Imperial, general Floriano Peixoto, que enfrentasse os amotinados, explicando ao general Floriano Peixoto que havia, no local, tropas legalistas em número suficiente para derrotar os revoltosos. O Visconde de Ouro Preto lembrou a Floriano Peixoto que este havia enfrentado tropas bem mais numerosas na Guerra do Paraguai. Porém, o general Floriano Peixoto recusou-se a obedecer às ordens dadas pelo Visconde de Ouro Preto e assim se justificou sua insubordinação, respondendo ao Visconde de Ouro Preto:

Em seguida, aderindo ao movimento republicano, Floriano Peixoto deu voz de prisão ao chefe de governo Visconde de Ouro Preto.

O único ferido no episódio da proclamação da república foi o Barão de Ladário que resistiu à ordem de prisão dada pelos amotinados e levou um tiro. Consta que Deodoro não dirigiu crítica ao Imperador D. Pedro II e que vacilava em suas palavras. Relatos dizem que foi uma estratégia para evitar um derramamento de sangue. Sabia-se que Deodoro da Fonseca estava com o tenente-coronel Benjamin Constant ao seu lado e que havia alguns líderes republicanos civis naquele momento.

Na tarde do mesmo dia 15 de novembro, na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, foi solenemente proclamada a República.

À noite, na Câmara Municipal do Município Neutro, o Rio de Janeiro, José do Patrocínio redigiu a proclamação oficial da República dos Estados Unidos do Brasil, aprovada sem votação. O texto foi para as gráficas de jornais que apoiavam a causa, e, só no dia seguinte, 16 de novembro, foi anunciado ao povo a mudança do regime político do Brasil.

D. Pedro II, que estava em Petrópolis, retornou ao Rio de Janeiro. Pensando que o objetivo dos revolucionários era apenas substituir o Gabinete de Ouro Preto, o Imperador D. Pedro II tentou ainda organizar outro gabinete ministerial, sob a presidência do conselheiro José Antônio Saraiva. O Imperador, em Petrópolis, foi informado e decidiu descer para a Corte. Ao saber do golpe de estado, o Imperador reconheceu a queda do Gabinete de Ouro Preto e procurou anunciar um novo nome para substituir o Visconde de Ouro Preto. No entanto, como nada fora dito sobre República até então, os republicanos mais exaltados, tendo Benjamin Constant à frente, espalharam o boato de que o Imperador escolheria Gaspar Silveira Martins, inimigo político de Deodoro da Fonseca desde os tempos do Rio Grande do Sul, para ser o novo chefe de governo. Com este engodo, Deodoro da Fonseca foi convencido a aderir à causa republicana. O Imperador foi informado disso e, desiludido, decidiu não oferecer resistência.

No dia seguinte, o major Frederico Sólon Sampaio Ribeiro entregou a D. Pedro II uma comunicação, cientificando-o da proclamação da república e ordenando sua partida para a Europa, a fim de evitar conturbações políticas. A família imperial brasileira exilou-se na Europa, só lhes sendo permitida a sua volta ao Brasil na década de 1920.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Prefeito fala em periodo eleitoral para não iniciar obras

A justificativa do atual governo de Araguari para o atraso no início de obras. Em conversas com interlocutores mais próximos e até para a imprensa, o prefeito de Araguari, Marcos Coelho, tem alegado período eleitoral e que a proibição para a realização de obras públicas com recursos de repasses federais se estende por três meses, também após a realização das eleições.


É o caso, por exemplo, da reforma do ginásio poliesportivo de Araguari, conhecido como Ginásio Mário Brum Negreiros. O mesmo está fechado para toda prática de esportes desde que atual administração assumiu o poder. O então senador Wellingon Salgado conseguiu recursos da ordem de 800 mil reais para promover a reforma do referido espaço público.

Conforme está publicado no site da prefeitura de Araguari, em junho de 2009, a primeira parte dos recursos foi depositada na conta da Prefeitura desde 7 de maio de 2009. Portanto há 1 ano

e seis meses. Veja detalhe da publicação abaixo.

PREFEITURA IRÁ RECEBER RECURSOS PARA REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO GENERAL MÁRIO BRUM NEGREIROS.


Em correspondência enviada ao Prefeito Marcos Coelho de Carvalho, no dia 07 de Maio o Senador da República Wellington Salgado comunicou a inclusão de emenda de sua autoria, no valor de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais), para a obra de modernização do Ginásio de Esportes de Araguari, palco maior dos eventos esportivos que acontece na cidade.

No início deste ano o senador visitou Araguari e disse que estaria liberando os outros 400 mil e recebeu do Secretário de Esportes, Horácio Nascimento, a confirmação de que a obra estaria pronta em agosto. Fonte: site da prefeitura de Araguari:

O Senador da República Wellington Salgado esteve em visita relâmpago na cidade de Araguari, quando cumpriu agenda não oficial, sendo recebido pelo Prefeito Marcos Coelho e pelos correligionários do seu partido, PMDB.


O Senador fez questão de estar no Ginásio Poliesportivo General Mário Brun Negreiros, que deverá sofrer a partir do próximo mês um reforma geral e a sua devida readequação para que o palco maior do esporte araguarino, possa novamente abrir suas portas. Salgado conseguiu liberar para Araguari a quantia de R$ 400.000,00, referente a recursos do ano de 2009 e já assegurou outra parcela no mesmo valor para este ano de 2010. A obra de modernização do Ginásio de Esportes de Araguari aguarda a entrega do Projeto para o seu início prático. Salgado quis saber do Secretário de Esportes a data da entrega da obra, o que foi informado por Horácio Nascimento, que segundo o cronograma deverá ocorrer no mês de agosto.


Pois bem, agosto já ficou e a obra nem começou. Pode ser que seja para agosto do ano que vem, sabe-se lá.

Esta obra, portanto, nada tem a ver com período eleitoral, pois tem dinheiro liberado desde 2009. Se o dinheiro foi liberado, por que não foi iniciada? Poderia ser a qualquer tempo, até no periodo eleitoral.

Para tentar justificar a inoperância no seu governo o prefeito insiste em usar o tal período eleitoral.

A Lei 9.504/97, que trata das eleições, não diz em  nenhum artigo que não se pode iniciar obras após as eleições. O que fala é exatamente sobre a s transferências de recursos que não podem ser feitas a partir de 03/07 até o fim do período eleitoral.

“A conduta discriminada fica proibida no período de 3 (três) meses que antecedem o
pleito. Dessa forma, após a eleição não há mais sentido na permanência dessa vedação.
Contudo, caso haja um segundo turno a proibição se estende até sua realização, pois somente neste momento termina de fato o período eleitoral”.

O trecho acima refere-se a artigo sobre o assunto publicado por juristas na internet.
Também fiz consulta informal ao promotor público de Uberlândia, Dr. Marco Aurélio Nogueira, que é araguarino, e ele declarou que nada impede a realização de obras passadas as eleições.

Não precisa dizer mais nada. Você leitor tire suas conclusões.


Reforma de Ginásio

Reforma de praças

Asfaltamento de ruas do Bairro Vieno

Cozinha Popular

Reforma e restauração da estação do Stevenson, dentre outras.

Aliás, esta última, a qual corresponde uma verba de R$487.500,00 do Ministério do Turismo, está com prazo se esgotando. O recurso está depositado desde 02/07/2008 e o convênio se encerra em 31/12/2010. Portanto, poderemos perder a verba, sobretudo porque entra um novo governo e nada foi feito por lá.

Policial morre em acidente na BR 050

Mais uma morte na BR-050.  O araguarino Marco Antônio Santos, 40 anos, cabo da Polícia Militar, que residia em Araguari e atuava em Uberlândia, morreu no início da madrugada desta terça feira, 09 de novembro, em acidente automobilístico, na altura do chamado "Haras" após o Posto Buriti, para quem está sentido Araguari.

Ele vinha de Uberlandia para Araguari e bateu de frente com uma  carreta BITREM, após uma  tentativa de ultrapassagem. Foi levado às pressas para atendimento, porém veio a falecer ao dar entrada no Hospital da UFU.

Segundo informações, Marcão, como era conhecido, atuou por muito tempo na Rotam em Araguari, antes de ser  transferido para a vizinha cidade.
 

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Flu é goleado em Sete Lagoas

O Fluminense de Araguari, mais uma vez não se deu bem no Hexagonal final do Campeonato Mineiro da 2a.  Divisão. Jogando esta noite  (08/11) na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas,  foi goleado pelo Democrata pelo placar de 5 a 3. É segunda derota seguida do tricolor araguarino nesta fase. No meio da semana havia perdido para a Patrocinense por 2 a 1.

A equipe do Bosque vive problemas financeiros e a diretoria espera acertar os compromissos a partir desta terça-feira, dia 09/11.  A equipe volta a campo em casa, na quinta-feira, dia 11, onde recebe o Sport de Juiz de Fora.
Com a derrota o time do parque cai uma posição e desce para o 4° lugar com apenas 3 pontos, atrás de Patrocinense, Nacional e do próprio Democrata.  

Ebony and Ivory - Paul McCartney and Stevie Wonder

domingo, 7 de novembro de 2010

"É nem" mesmo - ENEM apresenta furo de novo

Novamente, o Exame do Enem prejudicou milhões de alunos em todo o Brasil, pois o cartão de respostas foi impresso errado pelo MEC. Não foi revisado pelo Ministro da Educação, Fernando Haddad que, em última análise, é o responsável pelos sucessivos problemas, gravíssimos problemas, suspeitíssimos problemas que o Enem acumula nos últimos anos.

Dilma Rousseff declarou, na semana passada, que "a educação estava bem encaminhada" no Brasil. Em algumas cidades, como no Recife, pais de alunos decidiram procurar o Ministéro Público para se queixar. "Qualquer coisa que induza o aluno ao erro pode dar margem ao aluno para pedir anulação", diz.

A procuradora da República Maria Luiza Grabner, do MPF em São Paulo, diz que "os alunos que se sentirem lesados, na segunda-feira, podem fazer representação no órgão". Essa representação, segundo a procuradora, pode servir de base para uma ação coletiva contra o MEC, para anular a prova.

Edson Bortolai, presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB-SP, diz que o estudante pode procurar o Procon ou mover uma ação de indenização individual.

Incompetência de quem???

Vale investe 2 bi em Patrocínio

Correio de Uberlandia

A partir de 2013, a cidade de Patrocínio (MG), localizada a 152 km de Uberlândia, no Alto Paranaíba, deverá concentrar uma das principais minas de exploração de fosfato do país. A concessão da União feita à Mineradora Fosfértil, considerada a maior fornecedora de produtos fosfatados e nitrogenados para a produção de fertilizantes do país (adquirida pela Vale em maio deste ano), permitirá a retirada de 2 milhões de toneladas métricas por ano de rocha fosfática no complexo mineral, que deverá ter a construção iniciada no princípio do ano que vem.


Paralelamente, será construída uma unidade industrial com capacidade anual estimada em 1,26 milhão de toneladas de fertilizantes fosfatados. A expectativa é de que, com o início das atividades, sejam gerados 2 mil postos de trabalho. Para a construção dos dois complexos serão contratados cerca de 5 mil trabalhadores.

Por meio da assessoria de imprensa, a Vale - que não quis fornecer mais detalhes sobre os empreendimentos -, informou que o projeto denominado Salitre está atualmente em fase de estudo de viabilidade técnica e econômica e o investimento será de R$ 2 bilhões.

De acordo com o prefeito de Patrocínio, Lucas Campos Siqueira, existe um compromisso da empresa de ocupar preferencialmente mão de obra da própria cidade. “Logo no início de 2011 será possível sentir uma mudança na economia de Patrocínio. Com a quantidade de empregos que a unidade pretende gerar, o comércio sentirá a movimentação. Já os materiais como cimento, por exemplo, usados na construção dos complexos, devem vir diretamente de fornecedores, uma vez que a quantidade é muito grande, mas isso não impede que outros [materiais] sejam comercializados aqui.”

Siqueira disse que, segundo informação de representantes da Vale, o volume de concreto que será usado na construção do complexo industrial é suficiente para erguer cinco estádios do tamanho do Maracanã.
Com a implantação da mina de fosfato no município, a expectativa de crescimento populacional, apontada por uma agência de Patrocínio é de aproximadamente 30% até 2025, passando de 86 mil para 110 mil moradores.

sábado, 6 de novembro de 2010

Recado do povo: não queremos mais impostos

Recado ao governador de Minas Antônio Anastasia, que passadas as eleições, coloca as mangas de fora,  para defender a volta da CPMF junto com outros governadores ligados à presidente Dilma. 
O Brasil não quer mais impostos. O povo não quer mais impostos.
Para investir na saúde o governo pode lançar mão da crescente arrecadação, mes a mês, batendo recordes.
Senhores políticos não usem a saúde para tirar mais dinheiro do bolso do povo.

O governador Anastasia decepciona seus eleitores ao defender a volta do imposto, seja com o nome de CPMF ou outro nome disfarçado. Enquetes recentes mostram que  88% da população rejeita a volta do tal  imposto do cheque.  

James Taylor - Handy Man (EN VIVO)

Sempre vale a pena pagar para ver

blog do Paulo Coelho

A leitora Soraia envia a seguinte história, que pensa ter sido publicada no New York Times. Eu tenho minhas dúvidas, mas como sempre achei que vale a pena pagar para ver, resolvi transcrevê-la aqui.


Uma pessoa fez o seguinte anúncio no jornal The New York Times: Vendo Mercedes Benz, pouquíssimo uso, preto, turbo. Preço: “US$ 85,00”; tratar com Carolinne, Tel: xxxxxxxxx.

Os que leram o anúncio pensaram que, por um erro gráfico, ao invés de US$ 85.000,00 imprimiram apenas US$ 85,00. Outros acharam que era uma espécie de trote, e acabaram não telefonando.


Até que Joseph Smith, em sua ingenuidade, resolveu ligar para Carolinne e esta lhe confirmou o preço. Quis saber se era algum acessório, ou uma miniatura – e a mulher lhe informou que não, tratava-se do próprio automóvel.

Mais do que depressa Joseph correu para a casa de Carolinne com os US$ 85,00 e – para seu espanto – lá estava Mercedes, lindo e reluzente na garagem.


Depois de ter pago, e já com o recibo nas mãos, perguntou:


“Senhora, fechamos o negócio e o carro é meu, mas por que o vendeu tão barato?”


“Bem, meu marido faleceu recentemente. Em seu testamento, pediu que o automóvel fosse vendido, e o valor destinado a Anny, sua secretária. Como sempre desconfiei que era sua amante, eu, como inventariante, estou executando seu desejo, mas à minha maneira”.





sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Casa dos Colchões é fruto de jovem empresário

Jovem empresário araguarino Deivid Medeiros, depois de passar por várias empresas de grande porte em Minas e Goiás, resolveu investir no seu próprio negócio.  Inaugurou recentemente em Araguari  a loja Casa dos Colchões. Especializada em colchões de várias marcas e modelos, travesseiros e roupas de cama.

Está bem instalada à Rua Rui Barbosa, 453, quase esquina com a Rua Pedro Nasciutti. Prédio onde funcionou por um bom tempo a loja Soberana. Desejamos sucesso ao jovem empreendedor e que esta seja a primeira de outras lojas que virão, dada a visão empresarial e o dinamismo do jovem Deivid.

É nosso cliente na Rádio Vitoriosa/Araguari, destaque neste blog. Que Araguari possa estimular seus jovens  a investir aqui, a somar forças aqui, evitando a debandada de importantes talentos, que poderão contribuir com uma cidade cada dia melhor, mais desenvolvida.    

M P Federal entra com ação para instalação de redutores na BR 050

Do megaminas.com

O Ministério Público Federal entrou, nesta sexta-feira (05), com uma ação civil pública para que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) instale redutores eletrônicos de velocidade na BR-050, entre Uberlândia e Araguari. O perigo de acidentes no trecho foi destaque no MGTV 1ª Edição.


A preocupação na rodovia é ainda maior entre os quilômetros 54 e 57, próximo à ponte do Rio Araguari. Só neste trecho, em 2009 foram 61 acidentes, 68 vítimas e seis mortes. Este ano: até o fim de outubro, foram 42 batidas, 42 vítimas e sete mortes. Para tentar diminuir os riscos, placas e sonorizador foram colocados, mas os acidentes continuam. Muitos por causa da imprudência de motoristas.


Na ação civil pública, a Procuradoria pede também, que o governo federal libere o crédito para a obra de instalação dos redutores. A ação ainda não foi julgada pela justiça. O Ministério Público Federal pediu ainda as imagens da reportagem exibida nesta sexta-feira no MGTV 1ª Edição para serem anexadas ao processo. O supervisor do Dnit em Uberlândia, João Andrea Molinero, não foi encontrado para comentar a ação da procuradoria da república.









quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Marcos Alvim é o campeão de doações

O ex-prefeito Marcos Alvim foi o campeão de doações nas campanhas dos candidatos locais. Superou a cifra dos R$ 600.000,00. Abaixo os principais doadores, conforme prestação de contas enviadas pelos próprios candidatos ao TSE.




Juberson Santos Melo Estadual

Maiores doadores de campanha

Araguari Logistica – 5.000,00

Diretorio Estadual do partido – 50.000,00

GLM Confecções – 4.000,00

Irmãos Bretas Ltda - 15.000,00

João de Barro Construtora – 30.000,00

Juberson Santos Melo – mais de 100.000,00 (recursos próprios)

Luiz Porcão – 23.960,00

Montina Transportes – 5.000,00

PDCA Engenharia – 5.000,00

Total : 282.964,00



Marcos Antônio Alvim Estadual

Principais doadores

Abadias Eduardo Pontes - 6.000,00

Augusto Diniz – 5.000,00

Diretorio Distrital do Partido - 50.000,00

Divinas Rodrigues Santana - 5.000,00

Empreiteira Arco Iris – 15.187,00

Floracy Rodovalho Santana e Souza – 4.500,00

Irmãos Bretas e Cia. 15.000,00

Jair J. Pereira – 9.000,00

Jan Engenharia Ltda – 8.000,00

Manoel Eduardo Filho – 6.000,00

Marcos Antônio Alvim – mais de 230.000,00 (recursos próprios)

Mauro Dias Santos - 4.500,00

Solo urbanismo – 4.000,00

Ubaldo R. Nascimento – 14.000,00

Vicente Artur Teixeira Sales – 7.000,00

Walquiria Borges Sales – 7.000,00



Total: 644.982,00



Raul José Belém Federal

Principais doadores

Flavio Tadeu Lemos – 5.000,00

Francisco Jorge – 5.000,00

Jose Fernando Aparecido – 11.900,00

Marco Paulo de Oliveira - 5.000,00

Maria R. da Cunha Belém – 10.000,00

Raul José - 85.000,00

Usina Coruripe Açucar e Alcool – 60.000,00

Tabocas Participações e Emp. – 30.000,00

Triplice Construções Elétricas – 50.000,00

Total 253.682,00



Alfredo Pastori Federal



ALFREDO PASTORI NETO 511.412.646-68 16/09/10 17000018957 20.000,00 Depósito em espécie ALFREDO PASTORI NETO 1722 PSL Deputado Federal MG

ALFREDO PASTORI NETO 511.412.646-68 29/09/10 17000018960 30.000,00 Depósito em espécie ALFREDO PASTORI NETO 1722 PSL Deputado Federal MG

ALFREDO PASTORI NETO 511.412.646-68 21/09/10 17000018958 20.000,00 Depósito em espécie ALFREDO PASTORI NETO 1722 PSL Deputado Federal MG

ALFREDO PASTORI NETO 511.412.646-68 02/09/10 17000018955 30.000,00 Depósito em espécie ALFREDO PASTORI NETO 1722 PSL Deputado Federal MG

Camila Aguiar Pastori 80.000,00

Paulo H. Ávila 10.000,00

Total: 191.925,84

Rita Coolidge - We're All Alone 1978

1978

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Vendaval traz Ouriço pra cidade

Este bicho, assustado com o vendaval da noite do último sábado, 30 de outubro, deixou seu habitat natural e migrou para a área urbana de Araguari, no Bairro Aeroporto-Sul. Era início da madrugada de domingo quando os cachorros acuaram. Achei até que seria alguma bruxa perdida, pois estava prestes a raiar o halloween. Os cães deram o grito pra valer, a ponto de a vizinhança da Rua Três não conseguir dormir ou ficar quieta. Todos para rua pra ver o que era.


Os cães atacaram um ouriço-cacheiro ou também chamado porco espinho. Mas receberam o troco e tiveram a cabeça e o focinho espetados. Trata-se da forma de defesa do animal que quando acuado eriça os espinhos e fica no aguardo.

Com farpas afiadas como arpão, o espinho penetra lentamente no corpo da vítima, chegando cada vez mais fundo. Por isso mesmo, a maioria dos animais evita o ouriço-cacheiro, que nunca precisa lutar.

Este ouriço que apareceu no Bairro Aeroporto-Sul não conseguiu retornar para seu habitat. Acabou subindo numa árvore, aqui ao lado de casa, passando ali o resto da noite. A árvore é um dos locais preferidos do animal para dormir. No dia seguinte, os bombeiros foram acionados para capturá-lo. E olha ele aí recebendo um afago de Bombeiro Gonçalves.

O bicho deixou sua marca espinhosa em pelo menos 4 cachorros da vizinhança, que com certeza, não vão querer mais saber de atacar essa espécie.



Finados no cemitério Bom Jesus

Cemitério acaba sendo local  de encontro com amigos e ouvintes, mesmo não sendo o melhor lugar. No Finados, indo ao cemitério Bom Jesus, deparei-me com várias pessoas que reclamavam a invasão de area de túmulos por parte dos mais espertinhos. Há muita reclamação nesse sentido. A nossa amiga Iara disse que entrará com ação judicial, porque entraram no espaço de um parente seu. Fizeram muita bagunça mesmo.

Outro ouvinte, o César  aproveitou o encontro para que solicitemos a sinalização (colocação de lâmpadas) na torre da Telemar, no Bairro Palmeiras do Império. Disse ser uma torre de 120 metros (a mais alta da cidade) sem nenhuma lâmpada. O que torna um perigo constante no período noturno, principalmente porque há sempre helicópteros rodando à noite, sobretudo o da Policia Militar.   

Bee Gees e Celine Dion

terça-feira, 2 de novembro de 2010

80 milhões não votaram em Dilma

O voto quase obrigatório elegeu a presidente com 40%

A cada dia procuro me aprofundar no voto obrigatório. Acredito que já não seja mais. O eleitor já não encara o voto com aquela responsabilidade, com a necessidade de carimbar o seu título como se fosse o passaporte para o céu. Aliás, nem o título é levado em conta mais na hora do voto. Os números dessas eleições presidenciais evidenciaram essa situação.


Há uma grande parcela do eleitorado que não se interessa em votar ou eleger ninguém. Agem como se fossem supremos, ao máximo, de nunca necessitar de um serviço público. Esquecem que quem aumenta ou diminui os impostos são os políticos; que quem determina a idade da aposentadoria ou o índice de reajuste dos proventos também são eles; que são eles também quem determinam os investimentos em saúde, educação, estradas, segurança, etc.

Por tudo isso, quanto mais omisso o eleitor, mais dará espaço para que as decisões sobre tantos assuntos importantes estejam nas mãos dos eleitos pela chamada “maioria simples” que foi à urna. Ou seja: quem não votou ou anulou o voto deixou a decisão da escolha para os outros. E o pior é que ainda se apresentam ufanistas, batendo no peito e afirmando: não votei em ninguém, fui lá e anulei; e outros preferiram o churrasco no rancho, a esticadinha até Caldas Novas ou a pescaria a ir às urnas. Fizeram programas diferentes como se não existisse mais nenhum feriado ou fim de semana para tais atividades de lazer.

Há uma parcela surda, muda, cega na sociedade que não se importa em vislumbrar que precisamos eleger representantes, por exemplo. No primeiro turno, em Araguari, tivemos cerca de 14.000 eleitores que simplesmente não votaram; outros mais de 6.000 que anularam ou votaram em branco. Simplesmente joga-se no lixo a chance de colocar dois deputados estaduais lá. Com mais 13.000 votos Araguari elegeria Jubão e Marcos Alvim para a Assembléia.

Mas onde estará esse eleitorado? Além de surdo, cego e mudo é também invisível. Ninguém consegue saber quem são sabichões independentes, que se acham incólumes à política, aos políticos e a tudo que vem deles. Seriam analfabetos que não conseguiriam votar? Jovens ainda imaturos que pra eles tanto faz? Gente consciente que riem de tudo isso? Pessoas desinformadas que não sabiam o dia da eleição? Não tenho bola de cristal, não sei onde estará esse eleitor “desligado”. Mas que existe, sim existe. A não ser alguns falecidos que ainda constam como ativos na justiça eleitoral, que engrossam o coro das abstenções.

Também podemos dizer que o distanciamento do eleitor da urna e da condição de decisão, acaba por tornar os políticos ainda mais descompromissados com a sociedade. Quem se elege, na maioria das vezes, acaba por não retribuir o voto pois não sabe se amanhã aquele mesmo que o elegeu e que será beneficiado, não entrará para o rol dos “invisíveis”?

Vejamos a eleição do segundo turno. Podemos dizer que a maioria conquistada por Dilma Roussef é uma maioria falsa. Por que? O Brasil tem 135 milhões de eleitores, porém a vencedora obteve deste universo apenas 55 milhões de votos. Sem titubear, numa rápida conta podemos dizer que 80 milhões de eleitores não votaram nela. Ela fora eleita com 40% dos votos apnas. Ela tem maioria dos que foram às urnas e votaram nesse ou naquele nome. Mas e os que não foram ou anularam o voto, o que pensam? São 60% dos eleitores. Pouco mais da metade fez opção por Serra. Mas uma grande parcela não optou por ninguém.

Destarte, podemos afirmar que, apesar da inscrição “obrigatório” o voto está cada vez menos obrigatório nesse país. A multa pra quem não votou é de 3,50. Uma taxa ridícula que instiga a qualquer cidadão a entrar no rol dos invisíveis. Recurso ínfimo que não servirá pra nada se compararmos os gastos milionários da justiça eleitoral para realizar uma eleição. É aquela história: promove-se uma festa para 135 milhões de pessoas, mas só 105 milhões comparecem. Houve então desperdício e grande de 20% dos investimentos. Não seria mais lógico calcular o prejuízo e dividir com os faltosos? Assim ficaria a conta mais justa.