quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

No último dia do ano mais uma vítima fatal na 050


FOTO megaminas

Mais um acidente trágico na BR-050, hoje pela manhã, por volta das 8h30, fechando o ano com saldo trágico, neste trecho Araguari-Uberlandia. Na altura da Arpasa. com a pista molhada, uma carreta se desgovernou, fez o chamado L na pista e atingiu dois veículos que vinham em sentido contrário.
O motorista de um Gol, Antônio Bozo, 63 anos, que vinha de Uberaba com três passageiros morreu na hora. Um motociclista que estava atrás dos dois carros por pouco também não foi atingido.

Muito óleo ficou espalhado na pista. Os bombeiros tiveram dificuldades para retirar as vítimas. O motorista da Pick up e do caminhão sofreram ferimentos leves. Os feridos foram levados para o pronto-socorro de Araguari.

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

CDL faz sorteio da promoção de Natal

A porta da CDL-Araguari ficou lotada de consumidores, empresários e populares, neste dia 30.12, que foram conferir, de perto, o sorteio da Campanha “Um presente de Natal”, realizada pela CDL em parceria com o comércio local e patrocinadores.
Na oportunidade, foram sorteadas 02 tevês 29 polegadas, 02 computadores, 02 motos Honda Biz e 01 Celta zero km.
Vale lembrar que a exemplo dos anos anteriores, a campanha da CDL ofereceu prêmios ao comerciário e à loja de onde saiu o cupom contemplado com o carro. O vendedor ganhou 01 moto Honda Biz e a loja, 01 computador.
Durante o sorteio, a CDL aproveitou o evento e divulgou o resultado do Concurso de Decoração de Natal. Na categoria Comércio, o vencedor foi o jornal Gazeta do Triângulo, com 145,5 pontos e faturou 01 computador. Na categoria Residência, a casa do casal Onofre Ferreira e Maria José teve maior votação – 140,5 – e conquistou como prêmio 01 tevê 29 polegadas.
Segundo Vanda Monteiro Amaral, do jornal Gazeta do Triângulo, como a época significa confraternização e reencontro de amigos e familiares, a cidade precisa ficar mais bonita e o concurso da CDL estimula a população a torná-la mais atraente. “Não importa o investimento. O que vale é participar”, conclui.
Confira os números e seus respectivos prêmios:

• TV 29” – loja SPM Confecções Ltda – cupom 042093
• TV 29” – loja Muito + (Confecções Edifátima Ltda) – cupom 169828
• 01 computador – empresa Livraria São José Ltda – cupom 077033
• 01 computador – loja Sapataria A Yole – cupom 208401
• 01 Honda Biz – loja Atacadão dos Tecidos – cupom 296104
• 01 Honda Biz – loja Lima Modas – cupom 036624
• Celta 0 Km – empresa Supermercado União de Araguari – cupom 090871

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

CDL adia sorteio da promoção de Natal

CDL-ARAGUARI INFORMA:

EM RAZÃO DAS CHUVAS QUE CAEM NA CIDADE, FOI TRANSFERIDO PARA ESTA TERÇA-FEIRA (30), ÀS 16 HORAS, NA SEDE DA CDL-ARAGUARI, O SORTEIO DA CAMPANHA “UM PRESENTE DE NATAL”.

PORTANTO, OS CUPONS PODEM SER ENTREGUES NA CDL ATÉ ÀS 12 HORAS DESTE DIA 30.

A CDL-ARAGUARI PEDE A COMPREENSÃO DOS PARTICIPANTES.


CDL: Av. Coronel Teodolino Pereira de Araújo, 2.374.

Alexandre Pires casa-se em Uberlândia com Sara Campos




Jornal Correio
A cerimônia religiosa oficial, restrita aos familiares, aconteceu no dia 15 de dezembro sob as bênçãos do Padre Marcelo Augello, no Santuário Nossa Senhora Aparecida, em Uberlândia, no mesmo bairro onde o cantor passou sua infância.
No dia 16 de dezembro, os noivos receberam os convidados numa maravilhosa festa realizada no Center Convention, também em Uberlândia. Bolas coloridas no teto e muito requinte nos detalhes marcaram a cerimônia.
Um altar foi montado especialmente para que o Padre Antonio Maria, amigo de Alexandre Pires, pudesse dar a bênção de confirmação do matrimônio. A Banda Rod & Hanna, com suas excelentes performances retro music, chamou a atenção dos convidados.
Chovia torrencialmente em Uberlândia neste dia. Alguns convidados ilustres, tais como Ivete Sangalo e Zezé di Camargo, não conseguiram pousar seus aviões particulares e por isso não compareceram. Ivete até gravou mensagem que foi exibida no local da Festa.
Daniel e seu empresário Hamilton Policastro, Bruno da dupla Bruno e Marrone, Luiz Cláudio da dupla Luiz Cláudio e Giuliano, entre outros conseguiram chegar à tempo. Estavam no único vôo que pousou em Uberlândia neste dia.

sábado, 27 de dezembro de 2008

Eleições 2008: TSE dificulta visualização de gastos de campanha

O sistema eleitoral brasileiro a cada ano está favorecendo para que a força do poderio econômico continue influenciando de forma decisiva no processo. Acabou-se com os shows, com as placas de outdoors e com os brindes, mas permite-se uma avalanche de pagamentos indiscriminados, sem nenhum controle a pessoas que se dizem cabos eleitorais ou "formiguinhas" e ainda dificultou-se a visualização dos gastos de campanha.
Se buscarmos o site do TSE para que tenhamos contato com as prestações de contas vamos nos deparar com esta situação. Não há o mínimo controle sobre o que se pagou e para quantas pessoas foram pagas. Há em prestações de contas de candidatos de Araguari onde se registram mais de 1.500 pagamentos dessa natureza.
Esta forma de pagar pessoas físicas descontroladamente é abusiva e põe em cheque o equilíbrio que devia ter o pleito eleitoral, sobretudo no âmbito das eleições municipais.
Outra preocupação sobre o que citei em termos de favorecimento do poderio econômico pode ser visto ao acessar a prestação de contas dos candidatos às eleições de outubro último. O Tribunal dificulta o acesso, utiliza linguajar muito técnico e não dimensiona os gastos e receitas totais de cada candidato. Simplesmente são feitos os lançamentos.
Quem ousar somar as imensas listas de gastos, por exemplo, vai ficar horas e mais horas tentando achar o montante total.
Este sistema não traz transparência ao processo eleitoral e gera dúvidas no cidadão comum sobre como se gastou o dinheiro na campanha, quem são os doadores e o pior: por que se esconde o montante total de cada um?
Em eleições passadas o sistema apresentado na página do próprio TSE era bem claro e definido, onde qualquer cidadão, mesmo leigo em contabilidade ou semi-analfabeto digital conseguia decifrar os números.
O que teria ocasionado esta mudança?.......
Para tirar a prova entre na página do TSE e tente descobrir quanto gastaram os quatro principais candidatos a prefeito de Araguari.
www.tse.gov.br

Rapaz morre ao receber descarga elétrica em Goiás

G1
Um jovem de 18 anos morreu ontem ao ser atingido por uma descarga elétrica quando falava ao celular, em Bonfinópolis, a 35 quilômetros de Goiânia (GO). Eric Henrique de Oliveira Rodrigues recebeu uma descarga elétrica quando foi atender o celular que estava conectado à tomada elétrica para carregar a bateria. No momento do acidente, por volta das 21h30, chovia muito na cidade. Após o incidente, ainda com vida, ele foi levado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), mas sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

"Estamos muito chocados com tudo isso. O raio lançou o corpo do Eric pra longe", disse hoje Érika Assis, amiga da família. Antonio Rodrigues, pai do rapaz, disse que os amigos e parentes estavam reunidos com Eric, a mulher dele e a filha de um ano e dois meses, numa chácara da família para participar da ceia de Natal

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros de Anápolis, que foi acionado pela família, a descarga elétrica arremessou o corpo do rapaz a uma distância superior a dois metros. Segundo o capitão Monteiro, da Defesa Civil de Goiás, "não são raros os casos" como o de Eric. "Estes não ocorrem somente em áreas rurais, mas também nas cidades", disse o militar.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Marcos Coelho anuncia os últimos nomes do secretariado

Em rápida entrevista coletiva nesta terça-feira (23.12) o prefeito eleito Marcos Coelho de Carvalho anunciou os nomes que faltavam para compor a equipe de primeiro escalão de seu governo a partir de 1° de janeiro.
Na Secretaria de Saúde foi confirmado o nome do médico cardiologista: Dr. Dilson Martins de Deus. Vai cuidar do coração da Administração que é exatamente a saúde, onde se vê muitas reclamações. Um dos desafios será colocar o Hospital Municipal para funcionar.
A pasta de Desenvolvimento e Turismo que havia ficado sem titular com a desistência de Antonietti em assumir, será ocupada por outro empresário: Hélio Alves Ferreria, que coordenou a equipe de transição.
A Procuradoria do Município ficará a cargo do jovem advogado Leonardo Borelli, que foi fiel escudeiro na defesa das ações contra o candidato Marcos Coelho na campanha eleitoral
Para a Controladoria do Município foi anunciado o nome do ex-bancário Cândido Costa Arruda, o Candinho.
Os demais nomes são:
Ação Social - José Victor Aguiar (agrônomo);
Administração e interino de Planejamento – Levi de Almeida Siqueira (advogado);
Agronegócios – Natal Fernandes (empresário e ruralista);
Educação - Marivone Paiva Fernandes Borges (ex-diretora rede estadual);
Esportes – Horácio Nascimento (empresário);
FAEC – Leonardo Melo (empresário);
Fazenda – Joaquim Rodrigues Militão (economista);
Gabinete e interino de Governo - Hamilton Junior (advogado);
Meio Ambiente - Clever Oliveira Lima (advogado);
Obras e interino de Urbanismo – Silvio M. Cruz Povoa (empresário);
SAE – Eduardo Marra de Resende (administrador e ex-gerente do BB);

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008


Imagens, Mensagens, Frases e Vídeos - Feliz Natal - Orkut

MeusRecados.com - Recados e Imagens de Feliz Natal para Orkut

Bandido que cometia roubos em Araguari é preso pela polícia de Uberlândia


A Polícia Civil de Uberlândia prendeu hoje à tarde, (terça-feira, 23), um homem identificado por Clayton Ribeiro Teixeira, 24 anos. Ele é acusado de integrar uma quadrilha de assaltantes de Araguari, que invadia residências e durante o roubo agredia idosos e os torturavam psicologicamente, forçando-os a contar onde estavam dinheiro e bens.
Clayton foi preso no Distrito Industrial, próximo ao Anel Viário, a bordo de um veículo Fiat Uno. Uma equipe da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas, que passava pela rodovia, suspeitou do automóvel, e fez a abordagem. Na verificação de documentos, constatou-se que havia um mandado de prisão preventiva contra ele, expedido pelo Judiciário.
Segundo o delegado Janisson Costa Balvedi, o indivíduo confessou fazer parte da quadrilha e contou ter praticado diversos roubos, inclusive seqüestros relâmpagos. “Era ele que ia aos bancos com as vítimas, para que elas retirassem o dinheiro. Trata-se de uma pessoa perigosa, que estava sendo procurada pela polícia de Araguari há algum tempo”.
Uma equipe da Delegacia de Furtos e Roubos de Araguari chegou no fim da tarde, em Uberlândia, para recambiá-lo.
Equipe que atuou na prisão: Delegado Janisson Costa Balvedi. Subinspetor Genilton Cosmo da Silva. Agentes: Rubens Albino Durval, Paulo Alves da Silva e Thiago Martins de Araújo. Escrivão: Marcos Carvalho de Souza.
...................................................................
Informações: Delegado Janisson Costa Balvedi – (34)-3226-5374

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

A bela primeira-dama da França é o destaque da visita de seu marido ao Brasil





Quem definitivamente roubou a cena da visita ao Brasil do Presidente Francês Nicolas Sarkozy é a sua mulher e atual primeira-dama da França. A bela Carla Gilberta Bruni Tedeschi Sarkozy, cantora e compositora italiana, que nasceu em Turim em 23 de dezembro de 1967 e portanto hoje está completando 41 anos.
Ela tem ligações com o Brasil, pois recentemente ficou sabando que seu pai biológico é o empresário italiano, radicado no Brasil desde os anos 1970, Maurizio Remmert.
Em 1988, abandonou de vez os estudos para se dedicar à carreira de modelo; considerada uma das mais belas modelos de sua época, Carla Bruni foi contemporânea de Claudia Schiffer, Naomi Campbell, Christy Turlington e Kate Moss no mundo da moda - a primeira geração de top models internacionalmente famosas. No fim dos anos 80, era uma das 20 modelos mais bem pagas do mundo, ganhando cerca de 7,5 milhões de dólares por temporada.
Depois de uma carreira bem sucedida como modelo entre 1987 e 1998, trocou as passarelas pela música, tendo lançado três discos até a presente data: Quelqu'un m'a dit (de 2002, cantado em francês), No promises (de 2006, cantado em inglês) e Comme Si De Rien N'Était (de 2008, cantado em inglês e em francês); este último contendo algumas letras polêmicas e que fazem alusão a seu atual marido, o Presidente da França Nicolas Sarkozy, como Tu Es Ma Came ("Meu homem, eu enrolo e fumo"/"[amor] mais mortal que a heroína afegã, mais perigoso que a branca colombiana"), Je Suis une Enfant ("Continuo a ser criança, apesar de meus 40 anos, apesar dos meu trinta amantes"), Ta Tienne ("Você é meu senhor, você é meu querido, você é minha orgia") e You Belong to me.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Editorial Jornal O Popular 22.12.08

Goiânia

Impasses municipais
Com as exceções de praxe, os municípios brasileiros, como regra, começam o próximo período administrativo, no dia 1º de janeiro, açoitados pelo chicote da penúria orçamentária e submetidos, como nunca estiveram antes, mesmo durante o centralizador regime militar, a uma acentuada dependência às esferas federal – esta principalmente – e estadual.

Os municípios precisam pressionar muito as forças políticas que vão decidir a reforma tributária. Ou se dá aos municípios a cota justa na partilha do bolo tributário ou teremos prefeituras com gestão inviabilizada. Os municípios jogam sua última cartada. Se ficarem em desvantagem quando o Congresso encerrar as deliberações, ao que se espera ainda no próximo primeiro semestre, desaparecerá a esperança de recuperação da capacidade administrativa.

Embora respeito aos direitos da cidadania exija boas leis de abrangência federal, é a partir da instância municipal que o cidadão precisa ter as atenções adequadas aos seus direitos. A qualidade de vida desejada pelo cidadão é uma expectativa que também se realiza a partir do município.

Muitos municípios, nos últimos anos, foram afetados por culpa de irregularidades administrativas, fraudes e outras práticas de corrupção. Mas isso não significa que tenham de ser submetidos a uma penúria orçamentária. Existem as Câmaras e os tribunais de contas para fiscalizar, o Ministério Público para denunciar e a Justiça para punir.

Chuva deixa rastro de destruição em Uberaba


Jornal de Uberaba
Forte chuva que atingiu Uberaba deixa rastros de destruição. A tempestade começou por volta das 17h da tarde de ontem. Militares do Corpo de Bombeiros tiveram muito trabalho.
Na avenida Capitão Manoel Prata, próximo ao cruzamento com a rua José de Alencar, uma árvore não suportou o vento forte e caiu sobre um veículo GM Monza, de cor dourada, com placas GND-7074, de Uberaba, que estava estacionado no local. No momento da queda, não havia ninguém no interior do veículo. A árvore ficou caída no meio da avenida e o trânsito ficou interditado até a chegada dos bombeiros, que utilizaram uma moto-serra para cortar o tronco da árvore e liberar o fluxo de veículos no local.
Na avenida Dona Maria Santana Borges, no bairro Olinda, dois veículos foram levados pela água. Militares do Corpo de Bombeiros utilizaram cordas e cabos de aço para retirar os automóveis. Na rotatória existente na avenida Guilherme Ferreira, próximo à Mata do Ipê, uma árvore caiu e obrigou os pedestres a caminharem na rua.
Na avenida João XXIII, no Parque das Américas, duas árvores caíram. Ninguém saiu ferido.
Um andaime de construção caiu sobre a rede de energia elétrica. A queda aconteceu na praça Henrique Krügger (praça dos Correios). O andaime estava sendo utilizado por pintores que trabalham na reforma da Agência de Correios e Telégrafos no Centro de Uberaba. Após a queda, houve curto circuito, os fios de alta tensão de energia elétrica ficaram na via e houve vários estouros. Populares ficaram bastante assustados. Houve queda de energia em todos os estabelecimentos da área central, inclusive na Promotoria de Justiça. No momento da queda do andaime, ninguém trabalhava no local. Não houve feridos.

domingo, 21 de dezembro de 2008

Manifesto enviado aos deputados e senadores sobre a PEC dos vereadores

Copia de e-mail enviada por este blogueiro a vários deputados federais e senadores.


Sobre o impasse da PEC dos vereadores. Parece que os nobres deputados estão confusos em relação aos repasses para as câmaras municipais ou querem confundir a opinião pública. Vejamos:

1 - O mero aumento do número de vereadores não implicará em aumento de gastos. Na minha cidade, por exemplo, que tem 110.000 habitantes, passaríamos dos 11 atuais para 17 vereadores, que iriam gastar os mesmos 7 por cento que eram repassados ainda em 2004 quando tínhamos os 17.
2 - A injustiça vem acontecendo é nos últimos 4 anos, a verdadeira farra dos vereadores. Onze estão gastando por 17. Houve a diminuição do número de vereadores, em 2004, mas não se diminuiu o repasse. Os 11 se transformaram em “super-vereadores”, com polpudas verbas de gabinetes, gastos desnecessários com imprensa, informática, dentre outros....
O que é mais justo:
11 repartir um bolo de 100,00
ou 17 repartir este mesmo bolo?

3 – Assim, se houver a redução dos repasses como quer a Câmara dos deputados, não poderá haver o aumento do número de cadeiras. Na minha cidade a verba da Câmara cairia de 7 para 3,5 por cento. Para os 11 trabalharem está ótimo, tem de reduzir mesmo.

4 – Portanto, a matemática de vocês está errada meus caros. Não se pode falar em aumentar vereadores e reduzir os repasses para as câmaras. Seria o mesmo que colocar mais 6 pessoas para morar em sua casa e você dizer para a patroa: estou trazendo mais seis para morar conosco e você aos invés de ter os 100 que tínhamos antes para gastar, agora vai poder dispor de apenas 50.

5 – Se querem mesmo aumentar o número de vereadores tem de manter os repasses como estão, e as casas, mesmo não gostando de mais gente para participar do bolo, vão se acomodar; Agora falar em aumentar gente para gastar e reduzir a verba pela metade é sandice.

6 – O senado é que fez certo, retirou este item e pronto, os gastos permaneceriam os mesmos de hoje. Teríamos os vereadores que perdemos sem gastar mais nada.

7 – Não sou suplente e nem parente de vereador, já fui favorável a reduzir o número de vereadores, mas vi que estava errado. Reduziu-se a representatividade e os custos ficaram os mesmos. Acho que é injusto ter aqui próximo de nós uma cidade de 3 mil habitantes com 9 vereadores e a minha de 110.000 com apenas 11. A manipulação também se torna mais fácil numa casa com menos representantes.
8 - Agora se não aumentarem as vagas, pelo amor de Deus, que reduzam já as verbas, ou teremos os 11 marajás comendo o dinheiro de 17 por mais 4 anos.


Wilson José Prado - jornalista em Araguari-MG
wilsonjprado@yahoo.com.br

Juliana Paes pode participar de filme com Stallone



Em sua passagem pelo Rio, o ator Sylvester Stallone se interessou por nada menos que a atriz brasileira Juliana Paes. Ao passar em frente de uma banca, ele viu uma foto de Juliana na capa de uma revista e se encantou.
"Ele (Stallone) queria dar preferência a uma atriz ainda não famosa. Entretanto, viu uma capa de revista na banca e pediu se poderíamos contactá-la", explicou Ivan Teixeira, produtor da Mastershot, associada à O2 Filmes, em entrevista ao Jornal Expresso.

Juliana Paes se encontrou com Sylvester Stallone na noite de quinta-feira. De acordo com o assessor da atriz, os dois conversaram em inglês durante cerca de trinta minutos. "Eles ficaram o tempo todo conversando, num bate-papo descontraído. Não foi gravada nem ensaiada nenhuma cena. Foi muito tranqüilo. Ele contou que é uma personagem com carga dramática muito grande, mas não deu mais detalhes. O Sylvester Stallone disse que não achou ninguém com o perfil da personagem em Los Angeles", disse Ike.
Cléo Pires também foi ao hotel para entrevista com a produção do longa. Stallone já foi embora do Brasil.

Fotos portal UAI

Plebiscito para emancipação da região passa por comissão

Jornal da Manhã
Uberaba

A criação do Estado do Triângulo continua avançando na Câmara Federal. Mais uma etapa foi vencida na quarta-feira (17) em parecer da Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional (Caindr). Diferente do que fora aprovado anteriormente, o relator substituto, deputado Asdrubal Bentes (PMDB-PA), acatou projeto que prevê a realização de plebiscito apenas em 66 municípios mineiros para decidir sobre a emancipação. Nenhuma referência foi feita à emenda que determina consulta pública a toda a população mineira. Antes de ser votada pelo plenário, a proposta ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

No parecer favorável, o relator substituto aceitou o argumento de que apenas 7% dos investimentos estatais foram destinados ao Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba em 2008, apesar da região contribuir com 16,3% para o PIB mineiro.

No dia 12 de dezembro, a deputada Marina Raupp também respeitou a justificativa, mas ressalvou que o projeto era aprovado com emenda garantindo consulta de toda população de Minas Gerais no plebiscito.

Protocolada como Decreto Legislativo 570/08, a proposta em tramitação no Congresso estabelece que a população dos 66 municípios envolvidos participará de plebiscito e, em caso de aprovação do desmembramento, será apresentado um projeto de lei complementar propondo a criação do Estado do Triângulo, como determina a Constituição. O deputado Elimar Prado (PT-MG) assina a iniciativa. As 66 cidades estariam convocadas para o plebiscito. Os municípios abrangem uma população de dois milhões de pessoas.

sábado, 20 de dezembro de 2008

Mauro Dias sai do anonimato e divulga Carta Aberta

O advogado e ex-secretário da Administração Marcos Alvim, Mauro Dias dos Santos, saiu do anonimato. Depois de pelo menos 4 anos longe dos holofotes, Dias fez publicar hoje (20.12) no Diário de Araguari uma longa Carta Aberta dirigida ao prefeito e vice eleitos, Marcos Coelho e Juberson Melo, em tom de desabafo. A mágoa pelo jeito é grande, pois nem em sua saída do governo de Alvim fez declarações tão contundentes.
Mauro Dias detalha sua participação na campanha de Marcos Coelho e ousa em dizer que sua entrada fez o cenário mudar em favor de seus apoiados. As críticas em tom pesado referem-se ao pós-eleição, com a formação da equipe de primeiro escalão da nova administração.
Mauro Dias deu a entender que foi traído e não foi comunicado sobre acordos existentes para indicar nomes, inclusive o seu que caira no esquecimento, apesar de afirmar que não queria assumir nada.
A carta aberta pede que Marcos Coelho e Juberson não decepcionem Araguari, implantando mesmo o novo modelo de administração proposto.
Sobrou até para Marcos Alvim, que segundo Dias chegou a chamá-lo de “segundo pai” após a morte do pai biológico do prefeito, e depois deu-lhe as costas.
Este é mais um episódio complicado que os eleitos: Coelho e Jubão - enfrentam após as eleições. Primeiro foi o embate envolvendo a indicação do secretário de saúde em que houve manifestação aberta da Associação Médica de Araguari, até hoje não ficando muito clara a situação Depois a divulgação do secretariado, sem a presença do vice;. em seguida o pedido afastamento, antes mesmo de assumir, de Antonietti da secretaria para a qual havia sido indicado e agora carta de Mauro Dias.

Ambulância de Patrocinio capota perto de Araguari



Luiz Muílla – Gazeta do Triângulo

Nesta sexta-feira, 19, por volta das 6h, uma ambulância da Prefeitura de Patrocínio capotou na LMG 748, rodovia localizada entre as BR’s 050 e 365, distante 20 quilômetros de Araguari, região da Contenda. A ambulancia trazia pacientes de Patrocínio para realizarem hemodiálise em Araguari. Além do motorista, estavam no veículo seis passageiros. Eles deixaram Patrocínio durante a madrugada com destino ao Centro de Nefrologia de Araguari, onde passariam por seções de hemodiálise.

A ocorrência foi registrada pelo cabo Morais e soldado Macedo, da Polícia Militar Rodoviária. De acordo com eles, após invadir a contramão e sair da pista, a ambulância chocou contra um pequeno barranco e capotou em um milharal.

Populares que presenciaram o acidente, acionaram imediatamente o Corpo de Bombeiros Militar, que encaminhou os feridos ao Pronto-Socorro Municipal de Araguari. A patrulha rural da Polícia Militar, composta pelo cabo Mendonça e soldados Assunção e Pedro Júnior também estiveram no local.

Os policiais acreditam que o motorista Sebastião Matos (46 anos) cochilou ao volante, uma vez que, segundo apuraram, o condutor teria chegado quinta-feira à noite de uma viagem para Belo Horizonte. “Dessa forma, não houve tempo para que ele pudesse descansar”, disse o soldado Macedo à Gazeta do Triângulo.

Entre as vítimas, a aposentada Helena Rodrigues Santos (67 anos) foi quem mais se feriu. Ela sofreu fratura da bacia e cortes na cabeça. Adão da Silva (74), Valdenice Soares Lima (39), Altair Batista da Silva (33), José Fernando Afonso (36) e Jackeline Silva Gonçalves (21) tiveram apenas escoriações.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

A quem não interessa aumentar o número de vereadores

A matéria postada aí embaixo deixa claro quem está por trás da novela que se arrasta por quase quatro anos, que é o retorno ao número de vagas nas câmaras municipais existentes em 2004.
Na sessão do senado que aprovou a PEC esta semana, o senador Aloísio Mercadante (PT) bradou que a PEC não deveria ter sido aprovada sem a redução dos gastos das câmaras. No dia seguinte a outra força petista no Congresso o deputado e presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT) não quis promulgar a emenda, alegando que a proposta havia sido mudada no senado e portanto se recusou a transformar a proposta em lei. Outra petista de carteirinha, senadora Ideli Salvati, de Santa Catarina, também foi um dos poucos votos contrários à PEC na votação.
Agora, o chefe maior da nação e correligionário dos dois citados acima, Luiz Inácio, disse que não precisamos de aumentar o número de vereadores. Depois dessa fica bem claro quem está abafando a proposta e qual seria o objetivo para tal façanha?
Assusta-nos esta atitude do partido que governa o país. Parece haver um movimento velado no sentido de castrar lideranças, de encolher a democracia brasileira.
Senão vejamos: do jeito que a Câmara dos Deputados quer não vai haver mudança, pois ninguém (nenhum presidente de câmara) em sã consciência permitirá o aumento do número de vereadores e a redução dos repasses financeiros que mantém as câmaras. No caso de Araguari por exemplo, o repasse cairia de 7 por cento do orçamento para 3,5, ou seja uma redução de 100 por cento. E ao mesmo tempo teríamos mais seis vereadores para serem pagos.
Se os donos do Brasil querem ou queriam reduzir os repasses porque não fizeram ao longo dos últimos quatro anos, quando seria o correto, porque houve a diminuição do número de vereadores, mas o repasse permaneceu o mesmo que era com 17?
Portanto, há realmente algo que preocupa neste cenário. O certo é que aumentando mais de 7 mil vereadores teríamos mais cabeças pensantes avaliando o cenário político, participando ativamente dele. E ainda: basta dar uma analisada e verá que a grande parte desses 7 mil suplentes não tem ligação com o partido dos que mandam na nação. É aquele velho ditado – não é hora de dar asas para cobra - sabendo que teremos uma eleição presidencial dentro de dois anos. Que interesse teria Lula e seus asseclas em ressuscitar esses milhares de suplentes?

Senado luta para aumentar número de vereadores

O Senado protocolou no Supremo Tribunal Federal (STF) mandado de segurança anunciado pelo presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), contra decisão da Mesa Diretora da Câmara de não assinar a emenda à Constituição que aumenta em 7.434 o número de vagas de vereadores em todo o País, sem cortar gastos das câmaras municipais. A PEC foi aprovada na madrugada de ontem pelos senadores, que ficaram irritados com a posição da Câmara de não respaldar o aumento de vereadores.
A decisão da Mesa Diretora da Câmara acabou desencadeando uma crise institucional entre Câmara e Senado. Hoje, durante café da manhã com jornalistas, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que não acredita que seja necessário o aumento do número de vereadores.
O mandado é assinado pelo presidente do Senado, Garibaldi Alves, e o advogado-geral do Senado, Luiz Fernando Bandeira de Melo Filho, que apresentaram o seguinte argumento: "Ao permitir-se que uma Emenda Constitucional já validamente aprovada não seja promulgada por simples alvedrio de uma das Mesas Diretoras do Congresso Nacional, aviltar-se-á diuturnamente o Poder Legislativo e as instituições democráticas do País. Criar-se-á um clima de instabilidade, pela indefinição jurídica quanto ao fato de poder ou não um reduzido grupo de dirigentes de uma Casa Legislativa, ao arrepio do ordenamento posto, barrar uma modificação constitucional legitimamente aprovada".

Seguro obrigatório aumenta para carros de passeio


O Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) divulgou nesta quinta-feira os valores do seguro obrigatório (DPVAT) para 2009. Depois de vários anos sendo reajustada a altas taxas, desta vez a cobrança subirá menos para as principais categorias. O aumento será de 1,5% para motos, ante os 38% de 2008; e de 10,6% para carros de passeio, percentual que, mesmo assim, é maior que a inflação prevista para este ano (6%). Proprietários de carros de passeio vão pagar, no próximo ano, R$ 93,87

Em Minas, o pagamento deve ser feito com a primeira parcela do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), que começa a vencer em 19 de janeiro, conforme o numero da placa. Para quitar o seguro, o contribuinte deve seguir até os bancos credenciados (Banco do Brasil, Bradesco, Bancoob, HSBC, Itaú, Mercantil do Brasil e Unibanco) e digitar o número do Renavam no caixa eletrônico.

Este ano, por decisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o bilhete do seguro (R$ 3,90), antes custeado pelas companhias que operam o DPVAT, será diretamente pago pelos motoristas. A boa notícia é que algumas categorias, de menor participação na frota, terão queda no valor. Para microônibus e ônibus particulares, a cobrança passa de R$ 258,25 para R$ 215,37.

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) e a Seguradora Líder, que congrega as empresas que administram o seguro, não se pronunciaram sobre as mudanças. Mas elas argumentam que, via de regra, o valor do DPVAT aumenta quanto cresce número de indenizados. A previsão é de que a arrecadação com a cobrança seja bem maior em 2009, devido à explosão da frota no país. Só em Minas, o número de carros, motos, ônibus e caminhões passou de 5 milhões para 5,5 milhões de 2007 para 2008.

Uberlândia terá o terceiro deputado estadual

Uberlândia terá o terceiro deputado estadual. O vereador Tenente Lúcio (PDT), que obteve cerca de 35 mil votos nas eleições para deputado estadual em 2006, vai ocupar a vaga do deputado Paulo César de Freitas, que se elegeu prefeito de Nova Serrana e a sua eleição estava sob júdice até esta quarta-feira, quando o ministro do Supremo Eros Grau mudou seu entendimento e resolveu absolvê-lo.
Com a decisão, o deputado assume a prefeitura e o Tenente Lúcio assume a Assembléia já a partir de janeiro, tendo pela frente dois anos ainda como deputado estadual. Nas eleições municipais deste ano Tenente Lúcio foi candidato a vice-prefeito derrotado na chapa de João Bittar.
Esta novidade traz reforço ao quadro local, visto que o então candidato a deputado federal, Justino Carvalho, fez dobradinha com o Tenente Lúcio (estadual) em Uberlandia.
O novo deputado somará forças em BH com Wellington Prado (PT) e Luiz Humberto Carneiro (PSDB)

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

PEC dos vereadores terá ainda que passar pela Câmara

A Mesa Diretora da Câmara decidiu, por unanimidade, não assinar a promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Vereadores (333/04), aprovada nesta madrugada pelo Senado. As mudanças constitucionais deveriam ser promulgadas pelas mesas das duas casas antes de entrarem em vigor.

A proposta já havia sido aprovada pela Câmara em maio deste ano e aumenta o número de vereadores dos atuais 51.748 para 59.791. Os senadores, no entanto, modificaram os percentuais das receitas municipais que poderão ser destinadas às câmaras de vereadores. Foi retirado da proposta aprovada o dispositivo que reduzia os gastos com vereadores de R$ 6 bilhões para R$ 4,8 bilhões anuais.

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, ressaltou que, na avaliação da Mesa, a PEC foi alterada substancialmente no Senado e, portanto, terá de retornar à Câmara para nova análise. "Na Câmara nós aprovamos um remanejamento que implicou em aumento do número de vereadores para que os municípios tivessem uma representação mais equilibrada, mas ao mesmo tempo aprovamos uma redução nos gastos das câmaras de vereadores. No Senado, eles referendaram o número de vereadores que a Câmara aprovou, mas mantiveram os gastos. Como a Mesa poderia promulgar contrariando aquilo que a própria Câmara deliberou?"

Chinaglia disse também que, se fosse promulgada agora, a medida poderia gerar confusão jurídica para os vereadores eleitos nas últimas eleições e que tomam posse em janeiro. Ele destacou que, quando houve as eleições municipais, o número de vereadores ainda era o anterior, e se fosse estipulado agora um novo número poderia haver disputa nos municípios e no Judiciário para saber se aqueles que ficaram como suplentes poderiam tomar posse.

Segundo Chinaglia, a PEC voltará a ser analisada pela Câmara e, se aprovada, só terá efeitos para as eleições de 2012.

Para ser promulgada, a PEC deveria ter sido aprovada pelo Senado com o mesmo texto recebido da Câmara. Como foi alterada, deve ser votada novamente pelos deputados. A proposta vai de uma Casa para outra (o chamado pingue-pongue) até que o mesmo texto seja aprovado pelas duas casas.


--------------------------------------------------------------------------------

Senado aprova aumento no número de vereadores no país

Araguari deverá ter 17 vereadores no ano que vem.
Mas esta situação ainda vai depender da confirmação da justiça, pois o Tribunal Superior Eleitoral, não admite a possibilidade, alegando que para vigorar agora a medida deveria ter sido aprovada até 30 de junho, data limite das convenções.
Com a aprovação da matéria e a diplomação dos eleitos e suplentes, prevista para hoje em Araguari, o clima na solenidade deverá ser de muita euforia para os suplentes diplamados, pois vêem a chance de assumir junto com os 11 eleitos.

G1
O Senado aprovou na madrugada desta quinta-feira (18) Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que aumenta em 7.343 o número de vereadores no Brasil. Com a decisão, o país terá 59.791 vereadores - ante os 51.748 atuais. Um artigo prevê que a mudança valerá para os vereadores que tomarão posse no próximo mês. A emenda deverá ser promulgada pelo Congresso ainda nesta quinta.

O parecer do relator César Borges prevê 24 faixas de limites de vereadores nas Câmaras Municipais. Os municípios com até 15 mil habitantes terão o mínimo de nove representantes e os municípios com mais de 8 milhões de habitantes terão o máximo de 55 vereadores.

A proposta de emenda à Constituição foi aprovada depois de um acordo de líderes que permitiu a realização de sessões extraordinárias seguidas. No primeiro turno, a emenda recebeu 54 votos favoráveis, cinco contrários e uma abstenção. No segundo turno, obteve 58 a favor, cinco contra e uma abstenção.

Gastos

Como garantia de que o aumento no número de vereadores não representará mais gasto no Orçamento de 2009, os parlamentares se comprometeram a votar, em fevereiro, emenda do senador Aloízio Mercadante (PT-SP) que mantém para o ano que vem o mesmo recurso orçamentário repassado às Câmaras Municipais em 2008.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Chelly Janis prepara mega show para lançamento de CD e DVD




A banda Araguarina Chelly Janis realiza no próximo sábado (20), o mega show de lançamento do seu primeiro CD e DVD. O show, com apoio da Prefeitura de Araguari, tem previsão de início para as 20h em frente ao Palácio dos Ferroviários, com participação especial da Banda Kaphuné, Régis Gonzaga (atração do Programa Raul Gil) e Banda Zuke Love, que promete ser a nova sensação do forró na região.
De acordo com a produção da Banda Chelly Janis, o show foi pensado nos mínimos detalhes e conta com uma grande estrutura para marcar com chave de ouro o lançamento do primeiro trabalho do grupo. Chelly, vocalista do grupo é uma das mais entusiasmadas com o resultado que ela acaba de ver. “O trabalho ficou lindo e creio que vai surpreender o público tanto pela qualidade da produção quanto pelo repertório que escolhemos com muito carinho. Estou ansiosa dividir com as pessoas o resultado final desse trabalho que fizemos com muita empolgação”, confessa.
O repertório de Chelly Janis é resultado de apurada pesquisa musical do gênero pop mundial, temperado com o agito frenético das dançarinas e expressões corporais que deixam o show empolgante e atrativo. “O show de lançamento de nosso CD e DVD será nosso presente para a cidade de Araguari e em se tratando de presente, é gratuito, claro”, brincou Chelly.

Agricultor de SC devolve R$ 20 mil encontrados em casaco doado

Uma menina de 5 anos, moradora de Ilhota (SC), uma das cidades mais atingidas pelas fortes chuvas que atingiram o estado em novembro, encontrou R$ 20 mil escondidos na manga de um casaco de couro e pele. A família dela recebeu o casaco como doação, depois de perder a casa em que morava. A criança brincava com a peça quando teve a surpresa.

O avô da menina, o agricultor Daniel Manoel da Silva, de 58 anos, resolveu devolver o dinheiro e foi atrás do doador, que seria morador de Concórdia (SC). "Se o dinheiro fosse entregue nas minhas mãos, teria aceitado com certeza, pois agora precisamos. Mas é uma questão de criação, fui educado assim e estou com a consciência limpa", disse ele, que recebeu R$ 1 mil de volta.
Segundo reportagem do "Jornal de Santa Catarina", o agricultor plantava cana e fabricava cachaça artesanal. Ele disse que a família não se interessou pelo casaco por achar que era "muito fino" e, por isso, a peça seria repassada a outras vítimas de enchentes e deslizamentos no estado.

No mês passado, a casa da família de Silva foi encoberta pela lama e cinco pessoas morreram soterradas.

PEC dos vereadores não foi votada

Apesar da grande mobilização realizada ontem pelos suplentes de vereadores, com possibilidade de assumirem cadeiras com a aprovação da PEC 020, que aumenta o número de cadeiras nas câmaras municipais, os senadores não votaram a matéria. Picuinhas, apartes, homenagens, vaidades, impedem os homens que compõe o senado de votarem matérias importantes. A sessão de ontem foi suspensa e transferida para hoje às 9 horas. Pelo andar da carrugem, nem hoje a proposta será votada e o sonho de assumir como vereador vai se tornando mais distante para aqueles que chegaram perto e ficaram como suplentes.
Esta matéria vem se arrastando há quase quatro anos, com algumas mudanças de conteúdo. E pelo jeito vai se arrastar por muito tempo, a julgar pelo "aperto" do nosso senado. São 81 homens muito bem pagos, com grandes mordomias, mas que fazem questão de caminhar na contramão do povo.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Semana Nacional pela Conciliação garante quase R$ 1 bilhão em acordos

A 3ª Semana Nacional pela Conciliação permitirá o pagamento de R$ 974 milhões em acordos fechados em todo o país. Esse número é quase quatro vezes superior ao total negociado durante a Semana pela Conciliação realizada no ano passado, que foi de R$ 255,9 milhões. As estatísticas finais da campanha, divulgadas nesta terça-feira (16/12) no plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília, revelam que o número de pessoas atendidas este ano (629.590) ultrapassa o dobro de atendimentos da Semana em 2007, que foi de 291.438, nos cinco dias de intensa mobilização, realizada de 1º a 5 deste mês.

Ao todo, foram realizadas 307.884 audiências, das quais 42% resultaram em acordos, correspondente a 130.424 conciliações. Os 99 mil participantes da Semana ajudaram mais de 600 mil pessoas a tentar acordos em conflitos que ainda não eram processos ou já tramitavam na Justiça. Neste ano, 70 mil colaboradores; 17 mil magistrados; 11 mil conciliadores e mil juízes leigos foram envolvidos nos trabalhos nas Justiças estadual, federal e do trabalho em todos os Estados. “Este ano, tivemos, pela primeira vez, a participação de todos os tribunais de Justiça, no Pacaembu, o que possibilitou um novo formato para o trabalho do CNJ”, disse o presidente, ministro Gilmar Mendes, ao parabenizar a participação de todos os envolvidos.

Para a presidente da comissão de Acesso à Justiça, Juizados Especiais e Conciliação, conselheira Andréa Pachá, que divulgou o relatório final, o resultado da Semana Nacional pela Conciliação deste ano “traduz um pensamento do CNJ de que basta uma mudança cultural para melhorar o resultado do Judiciário, sem que haja necessidade de investimentos em prédios e gastos desnecessários”.

Para o conselheiro Joaquim Falcão, a conciliação, que até então era restrita às partes interessadas, este ano contou com a participação de empresas interessadas a solucionar litígios que se arrastavam há anos e lembrou o sucesso da conciliação feita pela Light, no Rio de Janeiro, com 70% de resultado positivo. “A participação de empresas na conciliação é uma tendência importante para o Judiciário Brasileiro”.

O espaço virtual do Movimento pela Conciliação na página de abertura do endereço eletrônico www.cnj.jus.br reúne as informações e todos os dados sobre a Semana Nacional pela Conciliação deste ano e de edições anteriores. Clique aqui para ver as estatísticas, noticias de conciliações em todo o país e demais informações sobre o Movimento neste ano. Também confira aqui o balanço de 2007.

Temática – Com o slogan “Conciliar é querer bem a você”, criado gratuitamente pela agência Link Comunicação e Propaganda Ltda, a Semana Nacional pela Conciliação 2008, fortaleceu a idéia do bem que a conciliação favorece. Por meio dela, por exemplo, o cidadão ganha mais rapidez na resposta definitiva ao caso que o levou à Justiça, os conflitos litigiosos e o tempo para a análise dos processos diminuem, assim como os desgastes emocionais e financeiros com o Judiciário.

Esse ano, a Semana Nacional pela Conciliação foi aberta simultaneamente no dia 1º de dezembro em cinco capitais: São Paulo (SP), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Belém (PA) e em Brasília (DF). O lançamento em São Paulo foi realizado pelo presidente do Conselho Nacional de Justiça , ministro Gilmar Mendes, no Estádio do Pacaembu. Conselheiros do CNJ participaram das cerimônias nas demais capitais.

Desempenho nos Estados – O desempenho dos Estados na Semana Nacional pela Conciliação foi favorável com vários acordos memoráveis. Um deles foi realizado entre o Clube do Remo, no Pará, e 14 credores, possibilitando a redução da dívida trabalhista do Clube em mais de R$ 1 milhão. O Clube tinha disponível em caixa. R $ 1,5 milhão provenientes do pagamento da primeira parcela da venda de sua sede campestre. O acordo foi feito no Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região.

No Nordeste, 1.960 empregados da companhia elétrica Energisa em João Pessoa (PB), foram beneficiados por acordo firmado entre a empresa e o Sindicato dos Eletricitários da Paraíba em ação trabalhista. Ao todo serão pagos R$ 50 milhões, em até doze parcelas mensais, pelo não cumprimento integral de acordo coletivo realizado em 1990.

Na Justiça Federal em Alagoas, o engenheiro civil Adilson Vinícius Morais de Lima tinha um saldo devedor de imóvel do condomínio equivalente a R$ 116 mil, mas conseguiu um acordo para quitá-lo por apenas R$ 20 mil. Na Bahia, foram celebrados 2.539 acordos que resultaram no pagamento de R$ 52 milhões em dívidas trabalhistas. No Maranhão, a Justiça do Trabalho fechou acordos de quase R$ 500 mil com a Companhia Energética do Maranhão (Cemar).

No Juizado Especial do Ceará, a dona-de-casa Valdelice Leite Ferreira resolveu um conflito com uma loja de serviços autorizados, que tentava solucionar desde julho de 2007. Valdelice levou um computador para consertar, mas nunca recebeu o equipamento de volta. A empresa assumiu o compromisso de devolver a ela o valor correspondente a um computador novo. Na Região Sul, pela Justiça do Trabalho do Paraná, uma viúva vai receber R$ 750 mil da empresa onde o marido trabalhava e cujo processo estava em grau de recurso.

Na Região Centro-Oeste, 288 cortadores de cana receberam pagamentos atrasados na safra deste ano no Mato Grosso. Os valores totalizaram R$ 400 mil. O pagamento só foi possível devido à atuação do Núcleo de Conciliação do Tribunal Regional do Trabalho e do Ministério Público do Trabalho no Estado. No Mato Grosso do Sul, pela Justiça estadual, foram mobilizados 646 colaboradores. Na Região Sudeste, a novidade do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, neste ano, foi a utilização dos ônibus da Justiça Itinerante que ficaram estacionados em frente ao Foro Central, na Avenida Antonio Carlos, para resolver questões que envolvem empresas de telefonia.

A Justiça estadual de São Paulo atendeu 41.797 pessoas, em 21.562 audiências realizadas e obteve 8.897 acordos. Após cinco dias de mutirão envolvendo assuntos como benefícios previdenciários, perdas da poupança em planos econômicos do governo e contratos da casa própria. O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (MS/SP) realizou 5.402 audiências, com 3.069 acordos fechados (56,8%). Para esse resultado, uma equipe de 118 juízes federais, auxiliada por 399 funcionários, trabalhou como conciliadora e atendeu 5.875 pessoas.

Em Minas Gerais, entre os destaques do Tribunal Regional do Trabalho durante a Semana Nacional pela Conciliação, estão o pagamento do último precatório de 2008 do município de Belo Horizonte e um acordo firmado com o América Futebol Clube, que reverteu R$ 26 milhões do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para um projeto social destinado a famílias e menores carentes. A Justiça trabalhista do Espírito Santo atendeu a 2.575 pessoas, com sucesso em 406 casos das 982 audiências realizadas. Ainda no Espírito Santo, na esfera estadual, os destaques foram as audiências da área de Família como: divórcio, disputa de guarda e fixação de pensão alimentícia.

RA/EF/SR

Agência CNJ de Notícias

Vereadores 'invadem' Senado e batem boca sobre aumento de vagas

G1
Dezenas de vereadores de diversas cidades estão movimentando o Senado nesta terça-feira (16) defendendo a votação imediata da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que aumenta as vagas nas Câmaras Municipais. A “invasão” se transformou em confusão quando uma voz dissidente apareceu para dar entrevista contra a PEC e foi hostilizado pelos defensores do aumento.

O bate-boca começou quando o vereador Ivan Duarte (PT-RS), que está no quinto mandato em Pelotas, externou sua posição contrária ao PEC. “Entendo que este não é o momento adequado. As regras tinham que ter sido mudadas antes da eleição”.

A entrevista virou um bate-boca entre os vereadores, uma vez que os defensores do aumento de vagas partiram para cima de Duarte chamando-o de “marajá” e “capacho de prefeito”.

A vereadora Lígia Matos (PT-BA) afirma que Duarte e outros parlamentares são contra o aumento de vagas por terem montado grandes estruturas em seus gabinetes. “Foram criados verdadeiros marajás nas Câmaras porque reduziram o número de vereadores e o repasse de recursos ficou o mesmo”.

Gonçalves (DEM-GO), vereador do Novo Gama, era um dos mais exaltados na discussão. “Você deveria ficar calado. Antes você defendia a PEC e agora que se elegeu não quer mais que aumente”, disse Gonçalves para Duarte. “Eu só acho que não pode ser depois das eleições. A população da minha cidade votou em 15 vereadores e não em 23”, respondeu o vereador de Pelotas.

A PEC dos Vereadores aumenta o número de vagas nas Câmaras Municipais de 51.748 para 59.791. Foi retirado no Senado um dispositivo que reduzia o repasse de verbas para as Câmaras. Se promulgada ainda neste ano a PEC, caberá ao Tribunal Superior Eleitoral decidir se as novas vagas poderão ser ocupadas por quem disputou as eleições de outubro ou se só serão abertas em 2012.

Enquanto a discussão acontecia no Salão Azul do Senado, os líderes na Casa não conseguiram chegar a um acordo de votações. O impasse é o projeto que cria o Fundo Soberano, que a oposição se recusa a debater e o governo vê como prioridade.

Sem acordo, a sessão de votações vai começar em breve com batalha em plenário. Tranca a pauta da Casa a MP 443, que permite a bancos públicos comprar instituições financeiras.

O líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), garante que a disputa com a oposição não irá impedir o avanço nos trabalhos e prometeu até a votação da polêmica PEC dos Vereadores. “Nosso entendimento é quebrar o interstício e aprovar esta PEC ainda hoje”, disse Jucá, muito aplaudido pelos vereadores que defendem as novas vagas.

Antonietti entrega o bastão antes de assumir

Surge a primeira mudança ne equipe do governo do prefeito eleito de Araguari, Marcos Coelho. O empresário Antônio Carlos Antonietti (Grupo Morada Nova) que havia sido anunciado para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, desistiu de ocupar a pasta. É um empresário muito ocupado e com novos empreendimentos em vista. Conforme as informações surgidas até o momento, o empresário Hélio Alves Ferreira (Acinox) que coordena a equipe de transição, irá ocupar a pasta, apesar de ter dito em entrevista ao Jornal Acontece que após a conclusão dos trabalhos da transição retornaria à sua empresa.
Oficialmente, ainda não foram divulgados os titulares da Secretaria de Saúde e Procuradoria Geral do Município. Os nomes cogitados são do médico Dilson Martins e do advogado Leonardo Borelli

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

IPVA 2009 já pode ser pago antecipadamente

UAI
O Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) já pode ser quitado. A partir desta segunda-feira, as agências bancárias credenciadas estão programadas para recebê-lo. O tributo só vence a partir de 19 de janeiro, mas a opção está disponível para quem quiser se antecipar, em caso de viagem, por exemplo. O pagamento à vista garante desconto de 3%. Confira os prazos para pagar seu IPVA.

Para pagar o imposto, o contribuinte deve comparecer a uma das agências credenciadas (Banco do Brasil, Bradesco, Bancoob, HSBC, Itaú, Mercantil do Brasil e Unibanco), com o número do Renavam, e digitá-lo no caixa eletrônico. A Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) informa, no entanto, que os dados de veículos novos, comprados a partir de novembro, só vão estar disponíveis em 5 de janeiro.

Na internet, também é possível fazer o pagamento. Quem preferir emitir boleto bancário arca com taxa de expediente de R$ 6,10, o que, em três parcelas, onera o contribuinte em R$ 18,30. Donos de caminhões, excepcionalmente em 2009, podem pagar a partir de abril.

A tabela do imposto foi divulgada sexta-feira e, no ano que vem, terá redução média de 7%. O motivo é o desaquecimento do mercado, em função da crise, o que fez o preço dos veículos cair. Para carros de passeio, a alíquota é de 4% sobre o valor venal. A taxa de licenciamento também já foi anunciada. Ela teve correção de 12,27% e subirá para R$ 57,99. (FF)

Parabéns Aloisio!

Feliz aniversário neste 15 de dezembro ao companheiro jornalista Aloisio Nunes de Faria. Atualmente é Editor do Gazeta do Triângulo, mas tem uma grande história no jornalismo local, através dos períodicos: Ventania, Jornal de Araguari, Araguari-Hoje, Diário de Araguari, dentre outros. Militei por um bom tempo com o Aloisio no Jornal de Araguari e no Araguari-Hoje e tive a oportunidade de aprimorar, com ele, um pouco mais a técnica de redação jornalística. Naquela época, não muito distante, toda matéria passava pela inesquecível máquina de escrever, digitada em laudas de papel. Um grande abraço ao companheiro.

domingo, 14 de dezembro de 2008

Sede da Prefeitura de Romaria é restaurada



Este é o antigo colégio Dom Eduardo, edificado na década de 1920, pela igreja na cidade de Romaria. A obra foi uma iniciativa do Padre Primo Maria Vieria, com o apoio do então Bispo de Uberaba, que lhe deu o nome, Dom Eduardo Duarte Silva.
Ná década de 70 tive a grata oportunidade de estudar aí, quando já funcionava no local a Escola Estadual Santa Maria Goretti. Anos depois, com a construção da sede própria da Escola, o prédio recebeu a Prefeitura Municipal de Romaria. Agora está passando por ampla restauração, realizada pela própria Prefeitura; e pela fachada dá pra se notar a beleza arquitetônica desta obra, que enfeita a praça do Santuário e que enriquece o patrimônio histórico e cultural da região e do Estado.

sábado, 13 de dezembro de 2008

Minha turma de Gestão Pública conclui curso


Este 13 de dezembro, data em que se comemora Santa Luzia, foi realmente um dia de muita luz para mim e os colegas da II Turma do curso de Gestão Pública da Unipac Araguari. Hoje, concluimos a parte acadêmica do curso com uma intensa programação, das 8 às 18 horas. Uma data para nunca ser esquecida.
Como sou o líder da turma corri desde às 6 da manhã. Na despedida contamos com o descerramento da placa eternizada nos anais da Universidade. Em seguida café da manhã e logo após a Aula da Saudade. Lembranças, brincadeiras, afagos, lágrimas, o estouro do champagne e finalmente uma volta, enfileirados, pelos principais pontos do Campus, marcando a despedida. Depois nos reunimos em confraternização no espaço de eventos do Arroz Vasconcelos, com muita música, churrasco e alegria, preparando-se para a última etapa: a colação de grau, em fevereiro próximo.
Os professores da Unipac são muito gentis e sempre dizem que a nossa turma é uma das melhores que já se viu, muito unida.
Trata-se de uma turma bem adulta, composta por colegas de Araguari, Uberlândia, Prata, Tupaciguara, Corumbaíba, Indianópolis.
Foi realmente emocinante retornar aos bancos da Faculdade, após mais de 20 anos. Trouxe-nos uma renovação muito grande e importantes ensinamentos. A sala de aula dos anos 80, da antiga FAFI, hoje tem uma roupagem diferente. O giz foi trocado pelo pincel, o quadro negro ficou branco, as carteiras agora são de almofada; surgiu o computador e o projetor, juntamente com a internet.
Durante dois rápidos anos tivemos uma convivência incrível, tornando-nos colegas irmãos. Não foi possível aprofundar na gestão pública, mas vimos o suficiente para entender que o país está carente de gestores na Administração Pública. Ética, probidade, responsabilidade, transparência são adjetivos que cultuamos e que muitos dos chamados gestores não sabem o que significa.
Agradecemos a Deus esta oportunidade de concluir o nosso segundo curso superior. Agrademos aos familiares pelo apoio, aos professores, direção e funcionários da Unipac. Hoje, especialmente, um abraço às professoras Gleice Mara, que coordenou a Aula da Saudade, professora Rejane pelo incentivo, Lucille pelo grande apoio, e ao Luciano Tadeu, que teve a paciência de nos fazer recordar matemática. Obrigado também ao Gonzaga, diretor da Faculdade de Administrativas e Exatas, que abriga o nosso curso, ao Ubiratan Coutinho, coordenador do curso, e aos demais professores: Carla Maria, Iolanda Zacarias, Vieira, Edilvo, Joaquim Marques, Wesley Lucas, Simone Pereira, Denya Mayse, Janine e Wanice.
Diferentemente de outras turmas, que homenageiam os vivos, a nossa resolveu dar nome à turma de “professora Wanda Pieruccetti” numa homenagem póstuma a uma grande educadora, que atuou e contribuiu com a educação em Araguari, em épocas difíceis. Seu filho Cláudio Paes de Almeida foi ao descerramento da placa e ficou emocionado, declarando que sua mãe fora pouco homenageada em vida. E ainda que foi a principal batalhadora na vinda da Escola Antonio Marques para Araguari, pois reivindicou direto ao seu irmão Osvaldo Pierucetti e ao Governador Magalhães Pinto. Assim, acreditamos que a turma acertou a homenagem. Também figura como paraninfo o prefeito de Uberlândia Odelmo Leão, atualmente a principal figura política do nosso Triangulo e metade da turma é de Uberlândia, e como patrono o Dr. Neiton de Paiva Neves, ex-prefeito de Araguari com uma história importante na vida pública local, exemplo de homem público.
Aguardamos ansiosamente o dia 6 de fevereiro, com a colação definitiva de grau.
Começamos com 32 colegas e terminamos com 24. Infelizmente alguns dos colegas tiveram de se afastar ao longo desses dois anos

Na foto da turma
Da esquerda para a direita
Fila ao fundo: Ethiene, Carolina, Rodrigo, Rodrigo Stevão, Maurício, Aparecida e Cristóvão. Na fila intermediária: Thelma, Derimar, Wilmar, Leire, Wilson, Luciano e Rogério.
Na primeira fila: Neide, Raul, Maria Sidna, Kária, Ainda, Mariana, Leonora, Alessandro e Marileia.

Blog ultrapassa os 44 mil acessos

Neste 13 de dezembro completa-se 10 meses em que instalamos o contador de acessos neste blog. E incrivelmente ultrapassamos os 44 mil acessos em dez meses, em média 4.400 acessos mensais. Entretanto, se computarmos a média dos últimos 3 meses chegaremos a um número bem maior, pois tem crescido muito a procura pelas informações aqui postadas. Em determinados dias atingimos até 400 acessos em apenas 24 horas.
Agradecemos a você internauta pela confiança e pela disseminação deste endereço. Estamos abertos a críticas e sugestões. Pedimos desculpas, pois a desenfreada correria do dia a dia não nos permite dedicação maior na atualização desta página.

O editor

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Papai Noel de Mogi envia mensagem aos araguarinos






Na semana passada fiz uma comunicação a vários e-mails sobre o nascimento da Bruna: filha do professor Ubitatan Coutinho (Unipac) e da Regina. Atingi um desconhecido em Mogi das Cruzes-SP. Hoje, pela manhã, ao abrir o e-mail, o primeio a ver foi um retorno dessa pessoa, com várias fotos. Grata surpresa, trata-se de pessoa de Araguari que tem um grande coração. Leia abaixo:
Caro amigo da imprensa, há dias você me mandou um e-mail sobre o nascimento de uma criança, filho de um professor. Hoje eu lhe mando fotos de uma Festa de Natal, que meus filhos, eu e alguns amigos, fizemos em um bairro humilde, na periferia de Mogi das Cruzes – SP.

Desde que meu filho mais velho nasceu eu me visto de Papai Noel, os primeiros oito anos, eram em casa ou em casa de parentes, mas eu subornava os parentes, fazia charminho e a Festa de Natal era em minha casa, mais ou menos do oitavo ano para frente também ia a um hospital de doentes terminais, onde fazíamos a festa, para eles, era triste, mas... foi assim até que minha esposa morreu, ai eu parei com tudo.

À seis anos atrás, meus filhos mais velhos vestiram-se de Papai Noel em um Natal foi um murro no queixo e eu recomecei, há quatro anos fazemos uma festa para crianças carentes, veja o jornal www.moginews.com.br, coluna cidade, reportagem solidariedade. Fazemos isto para ajudar as crianças, para dar um dia de fantasia, nós não vamos concertar o mundo, mas podemos dar momentos felizes.

Sempre fazemos a festa a vésperas do Natal, este ano eu resolvi antecipar, para mostrar a muita gente que pode também fazer, que ajudar é fácil, bancar o Papai Noel e dar uma fantasia as crianças, também é fácil.

Tenho certeza que próximo a cada um existe um a criança e existe um Papai Noel, basta ser.

Sou neto de Eugênio Passos, ele foi um Papai Noelzão, ao jeito dele, foi primo de Luiza Helena Passos Marangoni.

Se quiserem publicar para incentivar araguarinos a fazer o mesmo podem publicar.

Que de coração, vocês tenham um bom Natal




Eng. Francisco Molina

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Ex-marido de Susana Vieira é encontrado morto em apart-hotel, dizem bombeiros


G1
Foi encontrado morto na garagem de um apart-hotel, na manhã desta quinta-feira (11), na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, Marcelo Silva, ex-marido da atriz Susana Vieira, de 38 anos. A informação foi confirmada pela assessoria do Corpo de Bombeiros.

Uma equipe de bombeiros que foi fazer o atendimento ainda tentou reanimá-lo, mas não conseguiu.
A assessoria não informou qual foi a causa da morte. A perícia está no local.

De acordo com policiais do 31º BPM (Barra da Tijuca), o corpo dele foi achado em seu carro na garagem do hotel por volta de 7h da manhã.

A mãe dele e a namorada, a universitária Fernanda Cunha, de 24 anos, estão no local. Marcelo e Fernanda estariam morando juntos no apart-hotel.

Susana Vieira se separou de Marcelo depois de descobrir seu envolvimento com estudante. Apontada como pivô da separação , Fernanda chegou a registrar queixa contra ele na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), em Goiânia, por agressão física.

Pouco tempo depois, Marcelo e Fernanda assumiram o romance em público.

Confusão em motel em 2006

No final de dezembro de 2006, Marcelo Silva foi preso em flagrante após se envolver numa confusão num motel em Jacarepaguá, também Zona Oeste. Na época ele foi acusado de agressão a uma mulher que o acompanhava, supostamente uma garota de programa, e de quebrar o quarto do motel.

Marcelo se casou com Susana em outubro do mesmo ano.

O pacotinho demorou, mas saiu e muda IPI de carros, IOF e IR

Do UOL Notícias
Em Brasília
Um pacote contra a crise econômica que muda o Imposto de Renda, corta outros impostos e isenta carros 1.0 de IPI foi anunciado nesta quinta-feira pelo governo federal.
Entre as medidas, estão a reformulação da tabela do Imposto de Renda para as pessoas físicas (IRPF), redução do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para baratear o crédito, e corte do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) de carros, para melhorar o fluxo de caixa das empresas, evitando demissões em massa.
Medidas são elogiáveis, mas insuficientes, diz tributarista
Força Sindical elogia pacote, mas pede garantia de emprego
Veja as medidas contra a crise já tomadas pelo governo

Segundo nota distribuída pelo Ministério da Fazenda, com as reduções de impostos, o governo deixará de arrecadar no total cerca de R$ 8,4 bilhões.

Para o Imposto de Renda de Pessoas Físicas, foram anunciadas duas novas alíquotas, de 7,5% e 22,5%, além das que já existem, de 15% e 27,5%.

Veja as novas faixas de Imposto de Renda, conforme o nível salarial no quadro abaixo:
O NOVO IMPOSTO DE RENDA
SALÁRIO ALÍQUOTA
Até R$ 1.434 zero
Acima de R$ 1.434 até
R$ 2.150 7,5%
Acima de R$ 2.150 até
R$ 2.866 15%
Acima de R$ 2.866 até
R$ 3.582 22,5%
Acima de R$ 3.582 27,5%

Essas alíquotas entram em vigor a partir de 1º de janeiro de 2009. As regras de deduções e abatimentos continuam as mesmas.
O governo vai deixar de arrecadar R$ 4,9 bilhões com essa medida. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que a expectativa é que o dinheiro que deixa de entrar nos cofres do governo volte à economia em forma de consumo.
As isenções e reduções do IPI vão reduzir a receita do governo em R$ 1 bilhão. Segundo Mantega, a expectativa do governo é que a redução de impostos seja repassada ao consumidor. O governo também espera que não haja demissões no setor automobilístico.

O governo ainda anunciou a redução do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) em operações de crédito para pessoas físicas. A alíquota cai para 1,5% ao ano. O objetivo é reduzir o custo do crédito para a pessoa física. Com a medida, o governo deixa de arrecadar R$ 2,5 bilhões.
O governo também usará as reservas internacionais para emprestar recursos para companhias com compromissos em moeda estrangeira. Está previsto o aporte de mais de US$ 10 bilhões para essa finalidade (mas ainda não há um valor exato).
O governo vai pedir uma contraparte às montadoras, pela redução do IPI. O governo espera obter o compromisso das companhias de que não haverá demissões.

Uberlândia: Novos salários para agentes políticos eleva ganhos do prefeito para 18 mil

Jornal Correio
Na mesma sessão em que foi votada, em duas discussões, a Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2009, os vereadores de Uberlândia aprovaram um projeto de lei que reajusta em 21,05% os salários dos agentes políticos do Executivo municipal. A votação aconteceu no fim da sessão de ontem, a antipenúltima da Legislatura.

A correção monetária dos vencimentos do prefeito, vice e secretários municipais, prevista no Projeto nº 1.400/2008, seguiu o índice do Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) acumulado no período 2005-2008 e passará a valer a partir de 1o de janeiro de 2009.

O salário do prefeito vai passar de R$ 15 mil para R$ 18.157, do vice-prefeito, de R$ 12 mil para R$ 14.526, e dos secretários, de R$ 9 mil para R$ 10.894. A verba indenizatória destinada exclusivamente ao gabinete do prefeito e do vice também foi reajustada, no mesmo percentual dos salários, e passará de R$ 6,5 mil para R$ 7.868.

“Não havia reajuste nos vencimentos dos agentes políticos do Executivo desde 2004”, afirmou o presidente da Câmara, Hélio Ferraz, o Baiano (PP). Ele garantiu que o reajuste não será aplicado aos vereadores.

O projeto também revoga a possibilidade de atrelar a correção dos salários dos agentes políticos do Executivo ao reajustamento automático dos vencimentos dos servidores municipais, que tiveram correções salariais de 12,4%, em julho de 2006, 8,57%, em abril de 2007, e 10%, em março deste ano.

“A providência faz-se oportuna, porque a política de pessoal da Administração Municipal tende a admitir reajustes acima da inflação, para adequação dos vencimentos do funcionalismo aos valores de mercado, o que não se aplica para o caso dos agentes políticos”, menciona a mensagem contida no projeto e assinada pela maioria dos vereadores, exceto os membros da bancada de oposição Aniceto Ferreira (PT), Delfino Rodrigues (PT) e Fernando Rezende (PMDB), além de Moisés Carlos, o Xuxa (PDT), que esteve ausente, durante esta semana, dos trabalhos na Casa.

Orçamento municipal é aprovado alteração

Estimada em cerca de R$ 1,1 bilhão, a Lei Orçamentária Anual (LOA) foi aprovada, ontem, sem alterações na Câmara de Uberlândia. O orçamento previsto para 2009 terá um crescimento de aproximadamente 43% em relação ao que foi calculado para ser consolidado neste ano, cerca de R$ 768 milhões.

A única emenda ao orçamento votada favoravelmente pela maioria dos vereadores foi a que dá viabilidade para que o prefeito Odelmo Leão (PP) faça a reforma administrativa, com a edição de Leis Delegadas, durante os primeiros seis meses de 2009, com a possibilidade de remanejar até 25% do orçamento. Cerca de R$ 200 milhões das receitas previstas serão oriundas de financiamentos e as despesas correntes, sem determinação prévia de aplicação dos recursos, foram estipuladas em cerca de R$ 360 milhões.

A bancada de oposição apresentou sete emendas pedindo a transferência de recursos para setores da educação, saúde e entidades subsidiadas pela Prefeitura que trabalham com deficientes físicos e dependentes químicos, mas o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) foi contrário, alegando-se inconstitucionalidade. “Não analisaram o mérito das emendas, a análise foi política”, disse o vereador Delfino Rodrigues (PT).

A previsão orçamentária para a Educação (cerca de R$ 210 milhões, 18,5% do orçamento) e para a Saúde (aproximadamente R$ 228 milhões, 20,1%) não atingiu as premissas constitucionais de investimentos nestes dois setores — 25% para a educação e 15% para a saúde. “É porque haverá os remanejamentos”, afirmou o vereador e líder do Executivo na Câmara, Neivaldo Silva, o Magoo (PSDB). Ele disse que haverá contingenciamento de 40% das receitas no primeiro semestre de 2009.

'Excesso' em festa da empresa põe emprego em risco, alertam consultores

Neste período muitas empresas realizam festa de confraternização. É bom ter cautela nesses eventos, pois representam uma armadilha. Comporte-se. É o conselho de consultores da área. Veja matéria do G1:

Chegada a época em que grande parte das empresas realiza festas de confraternização entre os funcionários, é preciso cuidado: adotar uma atitude "inconveniente" na comemoração de fim de ano pode prejudicar a carreira, segundo especialistas em recursos humanos ouvidos pelo G1.
Para Marshal Raffa, da Ricardo Xavier Manager Assessoria em Recursos Humanos, o comportamento inadequado pode acarretar até em demissão.

"O grande erro do profissional em festas de fim de ano é o exagero. O funcionário tem de tomar cuidado com comportamentos inadequados, principalmente com bebidas. Um comportamento desse tipo, somado a outras atitudes, pode gerar demissão, sem dúvida."

Para Marcelo Abrileri, presidente da empresa de recrutamento e recolocação Curriculum, "risco de demissão porque se comportou de forma errada existe, embora ache difícil que aconteça. O que pode ocorrer é prejudicar o futuro do funcionário dentro da empresa, o desenvolvimento da carreira. Pode ficar estigmatizado ou mal falado", diz.

Segundo Abrileri, a dica é comemorar com moderação e bom senso. "Acho que não se deve passar dos limites. Não podemos esquecer que depois a vida continua e você voltará a ver pessoas que fazem parte do seu círculo de trabalho. Por outro lado, todo mundo está lá para brincar, não é para ficar quieto."

Cuidados

Marshal, da Manager, diz que é preciso tomar cuidado com paqueras. "Mesmo sendo uma festa, não se deve esquecer que se trata de comemoração do trabalho. Uma paquera, por exemplo, pode ser considerada assédio sexual."

Economia brasileira vive sob o medo, enchendo os cofres do governo

Apesar de muitos setores econômicos já apresentarem sinais evidentes de recessão o presidente Lula leva a coisa em banho-maria. Não toma providências, diz que anunciará um pacotinho qualquer dia desses e vai empurrando com a barriga.
O governo ignora a crise mundial e, ao mesmo tempo, ao tornar-se inerte, dá sinais de comodismo e de medo de enfrentar a realidade. Lula prefere fazer brincadeiras com a crise como esta situação seja motivo para tal.
E ainda, o Banco Central decidiu manter a taxa de juros lá em cima, com a Selic em 13,75% na reunião de hoje do Copom.
A taxa de juros do Brasil é uma das maiores do mundo e penaliza empresários e trabalhadores. Antes de ganhar a sua primeira eleição, Lula criticava muito as taxas de juros de FHC. Entrou lá e manteve-as praticamente na mesma.
O governo teme cortar o IPI dos automóveis e perder receitas, é temoroso quanto aos juros, pois vislumbra o retorno da inflação. Não pratica a reforma tributária, pois não quer perder receitas para estados e municípios.
Desta forma, a economia vive “engessada” e não caminha para lugar nenhum a não ser para encher sempre, mês a mês, os cofres do governo.
Esta é uma triste realidade e que infelizmente temos de encarar.
Confira abaixo a repercussão do governo de manter a taxa de juros nas alturas, entre os representantes dos principais segmentos do país:

Alcides Leite, professor de mercado financeiro da Trevisan Escola de Negócios
“O que prevaleceu foi o temor de que a taxa de câmbio elevada possa ter influência sobre a inflação em dezembro em janeiro. Outro evento que influenciou foi o resultado elevado da atividade econômica no terceiro trimestre do ano. Eu acredito que logo na primeira reunião do ano que vem, se a inflação continuar caindo do jeito que está, estarão reunidas as condições para a redução da taxa Selic.”

Alexandre Chaia, economista do Ibmec São Paulo
“O BC ainda está com a preocupação de uma inflação grande, por conta da alta do dólar, que de alguma forma ainda está levando os empresários a reajustarem preços. A minha expectativa é a manutenção da taxa até a primeira reunião do ano que vem, e reduzir só a partir da segunda reunião, quando a situação estiver mais calma. O objetivo do BC não é a promoção do crescimento econômico, e sim a inflação. Ele faz o papel dele e deixa que o executiva cumpra a parte que lhe cabe, como alongar impostos e criar incentivos para a atividade econômica.”

Cláudio José Carvajal Jr., diretor-executivo da CPD Consult
“Acho que foi uma decisão cautelosa. Diante de um cenário de fortes oscilações no mercado financeiro e de uma perspectiva recessiva para 2009, a decisão foi baseada na cautela, até que o cenário global fique mais claro e que a gente consiga ter uma idéia de qual o impacto real da crise na economia brasileira.”

José Francisco de Lima Gonçalves, economista chefe do Banco Fator
"Se você olhar o comunicado e comparar com os anteriores, você vai ver que a maioria dos membros discutiu a redução das taxas já nessa reunião. Mas como o ambiente econômico continua cercado por grande incerteza, decidiram ainda manter a taxa neste momento. Esse ‘ainda’ é o elemento principal. O BC deu uma sinalização claríssima que vai reduzir a taxa na próxima reunião. Além disso, eles conseguiram mostrar coesão com uma decisão unânime e passar um recado de independência.”

Paulo Pereira da Silva, presidente da Força Sindical
"A taxa de juros de 13,75% é um desastre para a economia brasileira. O governo não pode continuar com esta política que privilegia os especuladores em detrimento da produção e o emprego. A somatória da crise econômica com os juros em patamares estratosféricos vai prejudicar os trabalhadores que lutam para manter seus empregos."

Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp)
“É absurdo manter a taxa de juros em nível tão elevado, quando a inflação está sob controle e precisamos lutar para impedir que haja uma queda brusca do crescimento. Desse jeito, já começo a sentir saudade de 2008. O governo brasileiro, ao insistir em não abaixar a Selic, coloca-se na contramão do que países como Japão, Estados Unidos e outros da Europa estão praticando: cortes drásticos nos juros para proteger emprego e renda.”

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

10 de dezembro - 60 anos da Declaração Universal dos Direiros Humanos

Declaração Universal dos Direitos do Homem
Proclamada pela Assembleia Geral da ONU a 10 de Dezembro de 1948

Preâmbulo

Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e dos seus direitos iguais e inalienáveis constitui o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo;

Considerando que o desconhecimento e o desprezo dos direitos do homem conduziram a actos de barbárie que revoltam a consciência da Humanidade e que o advento de um mundo em que os seres humanos sejam livres de falar e de crer, libertos do terror e da miséria, foi proclamado como a mais alta inspiração do homem;

Considerando que é essencial a protecção dos direitos do homem através de um regime de direito, para que o homem não seja compelido, em supremo recurso, à revolta contra a tirania e a opressão;

Considerando que é essencial encorajar o desenvolvimento de relações amistosas entre as nações;

Considerando que, na Carta, os povos das Nações Unidas proclamam, de novo, a sua fé nos direitos fundamentais do homem, na dignidade e no valor da pessoa humana, na igualdade de direitos dos homens e das mulheres e se declararam resolvidos a favorecer o progresso social e a instaurar melhores condições de vida dento de uma liberdade mais ampla;

Considerando que os Estados membros se comprometeram a promover, em cooperação com a Organização das Nações Unidas, o respeito universal e efectivo dos direitos do homem e das liberdades fundamentais;

Considerando que uma concepção comum destes direitos e liberdades é da mais alta importância para dar plena satisfação a tal compromisso:

A Assembleia Geral

Proclama a presente Declaração Universal dos Direitos do Homem como ideal comum a atingir por todos os povos e todas as nações, a fim de que todos os indivíduos e todos os órgãos da sociedade, tendo-a constantemente no espírito, se esforcem, pelo ensino e pela educação, por desenvolver o respeito desses direitos e liberdades e por promover, por medidas progressivas de ordem nacional e internacional, o seu reconhecimento e a sua aplicação universais e efectivos tanto entre as populações dos próprios Estados membros como entre as dos territórios colocados sob a sua jurisdição.

ARTIGO 1.º

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.

Eletro Prêmios: 10 dias depois

Mais uma das lojas da Eletro Prêmios amanheceu nesta quarta-feira (10.12) com as portas quebradas. Durante a noite alguém esteve no local e utilizando grandes pedras, elas estão lá no chão, quebraram portas da loja da esquina da praça Farid Nader com a Rui Barbosa.
Passamos por lá bem cedinho e vimos vidros quebrados e pedras no local. Um policial também parou com sua e observou. Tudo indica que o(s) autor (es) deste ato bruto seja alguém que participava dos grupos e está se sentindo lesado diante da atual situação.
Após dez dias da prisão dos responsáveis pela empresa, nenhuma explicação plausível foi dada aos mais de 3 mil participantes dos grupos da chamada compra premiada. A justiça prorrogou a prisão dos envolvidos no afã de investigar melhor o caso e enquadrá-los dentro dos atos ilícitos que porventura tenham cometidos.
Quebrar portas dos prédios que estavam ocupados pelas lojas pode ser atitude de desabafo contra um imóvel, simplesmente um imóvel, que não levará a nada, a não ser em prejuízos para o proprietário do prédio, que a exemplo das pessoas supostamente ludibriadas, também é uma vítima do processo e está sendo altamente prejudicado. Quanto custa repor uma vidro? Quantos dias de aluguel estão perdendo? Agua, energia quem pagará? Desta forma, fica claro que se enveredar loucamente contra imóveis em nada mudará a história.
O que se precisa neste momento é transparência nas ações por parte da própria justiça. É o mínimo que a grande massa prejudicada espera do poder que tem nas mãos as leis e pode encaminhar o problema da melhor maneira, evitando que aqueles que sonharam com dias melhores e colocaram suas economias ali não venham a ser surrupiados.

SILÊNCIO

“Dúvidas trazem perturbação, entendimento traz iluminação. Se a mente está dividida, ou se um exército está dividido, não pode haver vitória. Deus nunca diz que aprendemos o bastante. Ele diz para continuarmos sendo alunos. O conhecimento desfaz as dúvidas e a mente torna-se silenciosa. Quando praticamos entrar em silêncio, temos novas, grandiosas, poderosas e produtivas idéias. Quando estabilizamos a mente no silêncio, geramos vibrações capazes de acabar com a negatividade no mundo.”
Jagdish Chander

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

"Inspiração" ilimitada de pais para escolher nomes dos filhos chega a ser alvo de processos

SUPERNOTICIA

Stefonha, My Káeu, Wgu (lê-se Hugo) e Kevi Costa. São exemplos da criatividade ilimitada de pais que encontraram no rigor da Justiça da capital a proibição de dar tais nomes aos pequenos. Na lista de pedidos que chegam todos os dias à mesa do juiz da Vara de Registros Públicos do Fórum Lafayette, Fernando Humberto dos Santos, é possível encontrar ainda pedidos como Mahajaprati, Percephinny, Asaphe e Jesse Herói que vão continuar sem um representante que carregue esse peso.
"Temos que analisar se o nome vai causar constrangimento para a criança, se ele realmente existe e também a forma como deve ser escrito. Nomes ridículos são muitos e não podem ser deferidos", explica o magistrado.
A informatização do sistema para as consultas de nomes tornaram as decisões mais rápidas para os pais que recebem a recusa do registro no cartório da capital. Os escrivãos, caso julguem o nome diferente, entram em contato on line com o juiz no Fórum e pedem a análise do nome requisitado.
"Essa semana mesmo tivemos uma mãe que queria colocar Dânica e o juiz não deixou. A gente explica para a pessoa que trata-se de um nome complicado. Se ela insistir, a gente entra em contato com o juiz. A resposta sai no mesmo dia", contou uma oficial de registros de um cartório na região central de Belo Horizonte, que preferiu não se identificar.
Nesse mesmo cartório foram recusados nomes como Scully, inspirado na personagem da série norte-americana de ficção "Arquivo X". No entanto, Kalel, o nome de batismo do Super-Homem, não encontrou resistência judicial.

Código CivilA Lei 6.015 do Código Civil regulamenta que os oficiais do registro civil não podem registrar prenomes suscetíveis de expor ao ridículo os seus portadores. Caso os pais não se conformem com a recusa do oficial, podem submeter por escrito o caso à decisão do juiz competente.
"Quando eu respondo ao pedido do cartório, a minha decisão é administrativa. Se o pai ou a mãe ainda quiserem insistir têm total direito a um provimento judicial", explica o juiz Santos.
Para aqueles que estão inclinados a colocarem alcunhas "originais" nos seus futuros filhos, a dica é pensar duas vezes para que não tenham a expectativa frustrada no balcão do cartório.
Grafias fora do convencional, como Hithalo, Mixele ou Moizéis já tomaram bomba na avaliação.
Dependendo do magistrado que analisa o pedido, até os nomes que são fruto da junção de outros dois nomes podem ficar de fora da festa familiar.
Não foi o caso de Janierica, Glorivaldo, Venceslina e Lauradina, exemplos que passaram pelo crivo subjetivo da Justiça mineira.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

8 de dezembro aniversário da morte de Lennon


28 anos se passaram desde a morte de Jonh Lennon. Grupo de fãs deixou cartas, presentes e flores como forma de homenagear o ex-Beatle no memorial Strawberry Fields Forever, em Nova York. Nesta segunda-feira 8) faz 28 anos que o cantor foi assassinado. (Foto: Reuters).
Após a separação dos Beatles, John lançou seu álbum John Lennon Plastic Ono Band em dezembro de 1970. Era o primeiro álbum solo oficial depois dos três álbuns experimentais e do álbum ao vivo lançados enquanto ainda estava nos Beatles. Na época, John e Yoko participavam da terapia primal do Dr. Arthur Janov em Los Angeles. Através da terapia, John tentou lidar com seus traumas da infância (abandono, isolamento e morte). De volta a Inglaterra, John chamou o produtor Phil Spector e começou as gravações do álbum. Participaram do álbum o ex-beatle Ringo Starr além de Billy Preston e Alan White, futuro membro do Yes. John Lennon fala do abandono da mãe e do pai na canção "Mother". Na canção "God" John diz a famosa frase "O sonho acabou" em referência aos Beatles, e afirma ainda não acreditar nos Beatles e em Deus.

Em 1971, John atinge o sucesso com o álbum Imagine, a faixa-título faz muito sucesso e torna-se um hino a paz no mundo inteiro. Neste álbum, John ataca o ex-parceiro musical, Paul McCartney com a canção "How do you sleep?". Na canção, John acusa Paul de fazer "canção muzak" (canções que são tocadas em elevador) e diz que a única coisa que Paul escreveu bem foi a canção "Yesterday", e que desde que abandonou os Beatles que as suas canções são desinteressantes ("The only thing you done was yesterday and since you're gone you're just another day"). John alegou que Paul sempre o atacava sutilmente em seus discos (Paul admitiu que tinha feito referências a John no disco Ram) e que "How do you sleep?" era uma resposta a essas provocações. Paul, muitos anos depois, responderia aos muitos criticos que o acusavam de fazer "Silly Songs" com o canção "Silly Love Songs". "Jealous Guy" foi originalmente composta por John em 1968, tinha uma letra diferente e se chamava "Child of Nature", os Beatles até chegaram ensaia-la para o álbum duplo The Beatles, mas ela acabou ficando de fora do mesmo. "Gimme some thruth" foi gravada com os Beatles durante as sessões de Let it Be, mas também ficou de fora do álbum Let it be. George Harrison tocou guitarra na canção "How do you sleep?". Yoko participa do álbum como co-produtora, além de ser co-autora da música "Oh My Love", uma das mais belas do disco. John viria a dizer, pouco antes de sua morte, que parte da letra de "Imagine" era de Yoko, apesar de ele não haver creditado a parceria à esposa. O álbum atingiu o primeiro lugar nas paradas de sucesso americana e inglesa.

Em 1971, John e Yoko mudaram-se para Nova York, nos Estados Unidos e no ano seguinte realizaram o álbum Some Time in New York City, com músicas dele e de Yoko. Na época, John recebia em sua casa vários ativistas e criticava a postura política do presidente americano Richard Nixon. Anos mais tarde o FBI confessou que investigava a vida de John por causa de seu envolvimento político. O álbum também trazia canções de postura anti-racial, contra a brutalidade policial e anti-sexista como na canção "Woman is the nigger of the world" entre outros temas. A canção chamada "Sunday Bloody Sunday" era em referência ao domingo sangrento acontecido na Irlanda. No álbum foram incluídas algumas gravações ao vivo, uma que trazia John em um show em Londres em 1969 organizado pela Unicef e outro gravado em Fillmore East em 1971 com Frank Zappa e The Mothers of Invention.

Em 1973, John lançou o álbum Mind GamesMind Games]] que marca o iníco de sua separação de Yoko Ono, por iniciativa dela. John mudou para Los Angeles e teve um caso com uma assistente, May Pang. Nesta época ele afundou no uso do álcool e por várias vezes se envolveu em brigas e confusões. Um de seus mais frequentes companheiros de farra era então o cantor Harry Nilsson, de quem ele produziu o disco Pussy Cats. Mantinha sempre contato com Yoko e queria voltar para Nova York, mas a esposa dizia ainda não ser o momento.

domingo, 7 de dezembro de 2008

A era Eurico Miranda levou o Vasco para o buraco


O choro de muitas torcidas em 2000, quando praticamente se tomou o título do São Caetano, agora tem troco. Oito anos depois, no mesmo palco, o choro foi da torcida vascaína
No final de 2000, Eurico Miranda foi eleito, finalmente, presidente do Club de Regatas Vasco da Gama. Algo mais do que esperado, visto que àquela altura o Vasco caminhava para seu quarto título brasileiro e para a conquista da Copa Mercosul, ou seja, tinha um grande time de futebol. Aliás, é típica da cultura brasileira a vista grossa à corrupção quando as coisas nos outros aspectos estejam indo e acontecendo "mais ou menos bem". Em outros termos: o "rouba, mas faz". Assim, Eurico tomou posse no início de 2001 e, curiosamente, seu primeiro ato como presidente foi o de colocar o logotipo do SBT na camisa do Vasco. Isso foi em janeiro de 2001, no jogo remarcado contra o São Caetano (já que parte do alambrado de São Januário havia caído e o jogo em questão foi suspenso), valendo o título do campeonato brasileiro de 2000. Não preciso nem falar que foi um ato de forte hostilidade à Rede Globo, que vinha engrossando o caldo anti-Eurico e foi obrigada a transmitir a final com o logo da concorrente em destaque na transmissão.
A truculência de Miranda começou exatamente no Jogo entre Vasco e São Caetano, em dezembro de 2000, quando o todo poderoso, irresponsável, lotou o mesmo São Januário e provocou uma grande acidente que deixou mais de 200 feridos. O título foi praticamente ganho no grito.
Já em 2001, o futebol do Vasco da Gama dava os primeiros sinais de decadência. Pouco a pouco seus principais jogadores foram saindo, muitos deles, inclusive, tendo colocado o clube na justiça em função de dívidas trabalhistas. O dinheiro do clube foi secando (os títulos idem) muito em função da péssima imagem que Eurico Miranda transmitia aos investidores. Além disso, a administração anterior (Calçada, presidente do clube até 2001, e Eurico, o todo-poderoso do futebol do clube) criou uma dívida astronômica no Vasco.

A queda do Vasco: São Januário chora pelo rebaixamento


Um ano de muitos problemas internos e conturbação política, até com troca de presidente no Vasco, terminou com o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro neste dia 7 de dezembro de 2008, o mais triste da história do Gigante da Colina. Precisando de muitos resultados para permanecer na elite, a equipe cruzmaltina nem sequer se ajudou, pois perdeu para o Vitória por 2 a 0, gols de Leandro Domingues e Adriano, em São Januário, diante da torcida, que fez a sua parte, e apoiou do início ao fim, mas não foi o suficiente. O choro de Pedrinho, que estava no banco de reservas, simbolizou bem a desilusão que se abateu no estádio e em todos os vascaínos pelo Brasil afora.

A cena mais dramática em São Januário aconteceu logo após a partida, quando um torcedor, identificado apenas como Fernando, ameaçou se jogar da marquise do estádio. Policiais e bombeiros conseguiram impedir que o ato de desespero do cruzmaltino se concretizasse.

Araxá abriga história de Dona Beija


Jornal Correio
Filha de um cometa — assim eram chamados os caixeiros-viajantes — a menina Ana Jacintha de São José chegou a Araxá com os avós em 1805. À medida que se tornava moça, a beleza de Ana ia causando inveja nas outras mulheres. Durante toda a vida, Dona Beija, como ficou conhecida, irritou as mulheres e encantou os homens.

Ela tornou-se personagem histórica no Triângulo Mineiro. Suas peças podem ser vistas num museu em Araxá e sua história desperta a curiosidade na cidade de Estrela do Sul. O escritor Pedro Divino Rosa conta no livro “Dona Beija”, que a menina Ana nunca estudou mas “a falta das letras não diminuiu sua inteligência”.

Apaixonada pelo fazendeiro Manoel Fernando Sampaio, Ana Jacintha tornou-se sua noiva. O noivo lhe deu o apelido de “Beija” por compará-la à doçura e à beleza da flor “beijo”.

Em 1815, a bela jovem foi raptada pelo ouvidor do Rei, Joaquim Inácio Silveira da Motta, que ficou fascinado com sua beleza.

Por dois anos, Beija viveu como amante do ouvidor na Vila do Paracatu do Príncipe.

Ao retornar a Araxá, ela encontrou um ambiente hostil. A conservadora sociedade local não a via como vítima, mas como uma mulher sedutora de comportamento duvidoso.

Para o escritor Pedro Divino Rosa, a notícia da morte d único homem que Beija realmente amara, transformou sua vida. “Beija caiu em prantos, vestiu-se de luto e trancou-se na casa. Por um ano só saiu à rua para ir à igreja. Ele tinha sido o único homem que a aceitou como ela era, que desafiou todos os costumes da época e assumiu publicamente o romance.”

A morte do amante levou Beija a fechar a Chácara Jatobá, onde recebia os homens e passou a viver na segunda casa, onde cuidava de suas duas filhas.

Roupas e sapatos de Beija podem ser vistos no Museu

O Museu Histórico de Araxá Dona Beija atrai turistas o ano inteiro em um casarão construído no início do século 19, seguindo as características arquitetônicas do período colonial mineiro. Ao longo do tempo, esse casarão serviu de residência no andar superior e, no andar térreo, para um estabelecimento comercial.

Foi criado por Assis Chateaubriand, em 1965, ano em que Araxá comemorou o seu centenário como cidade. Recebeu esse nome em homenagem ao personagem mitológico de Ana Jacintha de São José.

No início era um Museu de Arte e de História. Hoje retrata a história de Araxá, incluindo referências sobre os índios araxás, os colonizadores, os tropeiros e criadores de gado, a descoberta das águas, o universo doméstico e produtivo no século 19, o turismo e Dona Beija.

Garimpo em Estrela do Sul

Em meados de 1853, segundo Pedro Divino Rosa, um cortejo formado por carroças bem talhadas apareceu na subida do Córrego da Onça, povoado de Bagagem (hoje Estrela do Sul). “Uma mulher aparentando riqueza e muito bela comandava o comboio. Era Ana Jachinta de São José que chegava em terras bagageiras”.

Ela passou a morar numa casa grande com uma senzala nos fundos onde ficavam os escravos. “Dona Beija também chegou a tocar garimpo e ganhou muito dinheiro com os diamantes que encontrou”, disse o escritor.

Pouco antes de morrer, dona Beija deixou-se fotografar. Doente, se pôs de pé, apoiada numa cadeira. Em 20 de dezembro de 1873, ela foi enterrada sem caixão, envolta em tecidos de linha, conforme pedira em seu testamento.

Rapto levou o Triângulo a ser mineiro

Para o escritor Pedro Divino Rosa, o rapto da adolescente Ana Jacintha de São José acabou passando para a história como um dos motivos que levaram ao desmembramento do Sertão da Farinha Podre, hoje Triângulo Mineiro, da capitania de Goiás e a sua anexação ao território mineiro.

“O nome Farinha Podre foi batizado assim em referência aos sacos de farinha que os bandeirantes que desbravavam a região deixavam pendurados nos troncos das árvores”, disse o pesquisador. Segundo ele, quando voltavam ao lugar marcado o produto estava apodrecido.

Pedro Divino Rosa conta em seu livro “Dona Beija” que, em 1814, os moradores desta região fizeram um abaixo-assinado a Dom João VI pedindo que a região voltasse para Minas Gerais. Naquela ocasião, o ouvidor Joaquim Ignácio de Oliveira da Motta acabou apoiando os goianos contra o movimento do povo que queria ser mineiro. Seus opositores fizeram então um levantamento da vida do ouvidor e descobriram suas falcatruas, entre elas, a do rapto de uma menina virgem em Araxá.

“Por ter raptado a menor e mandado matar o avô de sua refém, o ouvidor foi denunciado ao governo de Goiás por seus inimigos políticos e corria o risco de perder o posto e ainda ser julgado por seus próprios adversários”, afirmou o escritor.

Segundo ele, para escapar do julgamento, Joaquim Ignácio decidiu apressar a aspiração do povo na região e, em 1816, por um alvará real assinado por Dom João VI, o território conhecido como Sertão da Farinha Podre voltava em definitivo para a capitania mineira.

“Também não houve julgamento”, disse Pedro Divino Rosa. “Um tempo depois Joaquim Ignácio voltaria impune à corte e ainda com o título de benemérito da região. Posteriormente, retornou a Portugal, onde morreu com mais de 80 anos.”